0

Vinícius Eutrópio não confirma equipe que enfrenta a Caldense

22 fev 2013
17h52
atualizado às 19h58

O técnico Vinícius Eutrópio só vai confirmar a formação do América-MG, que enfrenta a Caldense no próximo domingo, pelo Campeonato Mineiro, minutos antes do início do jogo, já nos vestiários do Independência. Além de fazer algumas experiências no meio-campo e no ataque durante a semana, o técnico ainda não sabe se contará com o atacante Fábio Júnior para o jogo.

O jogador sofreu uma pancada no joelho durante o treino de quarta-feira e não participou das últimas atividades. "Vamos aguardar o Fábio. Ainda temos até amanhã, quando ele será avaliado. Mas fiz algumas modificações nos treinos. É a terceira partida, os jogadores ainda estão se conhecendo. Por isso fiz alterações no ataque e também no meio-campo. Testei o Doriva, o Patrick, o Kaká e o Laércio. Isso é normal. Na minha cabeça já está tudo quase definido, mas só mesmo lá no dia do jogo é que terei a confirmação da equipe", afirmou.

Antes do treino desta sexta-feira, Eutrópio apresentou aos jogadores um vídeo com lances do jogo contra o Boa Esporte. "Colocamos para eles os pontos de vistas que defendemos. Mostramos o que foi positivo e negativo. Tivemos uma boa marcação, não perdemos nenhum arremesso lateral e ganhamos todas as segundas bolas. Mas apontamos também os erros", comentou.

O treinador reconhece que a vitória passou a ser fundamental para a equipe, mas entende que seria assim em qualquer circunstância. "O objetivo sempre é a vitória, dentro ou fora de casa. O campeonato é curto. Se formos objetivar a nossa classificação, a vitória é determinante. Mas não pensamos nunca em outra coisa, em qualquer situação. Vamos tentar fazer o que fizemos nos 60 minutos iniciais do jogo passado. Marcamos forte, com toques de bola. E vamos usar tudo isso para reverter em gol", disse.

Para o treinador, a equipe apresentou uma boa evolução em relação ao jogo de estreia. "Se olharmos da primeira para a segunda partida, levando-se em conta que tivemos 50% dos jogadores estreando, tivemos sim uma melhora. O meu parâmetro não pode ser um time que tem vários jogadores da Seleção Brasileira, não pode ser um time que já tem muitos jogos ou um ano de entrosamento. Fizemos muito coisa boa, mas ainda temos muito a fazer em relação ao nosso objetivo, que é a classificação", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade