2 eventos ao vivo

Aos 20 anos, Gabriel Medina torna-se campeão Mundial de Surfe em 2014

19 dez 2014
21h35

Campeão do Circuito Mundial de Surfe. É assim que Gabriel Medina passa a ser conhecido a partir de hoje. De maneira impressionante, o brasileiro foi derrubando adversários, rodada após rodada, até contar com um compatriota para "completar o serviço". Na repescagem das quartas de final, nesta sexta-feira, Alejo Muniz derrotou o australiano Mick Fanning e garantiu a conquista de Medina.

O líder do ranking mundial já havia feito sua parte, alcançando as quartas de final com extrema autoridade. Primeiro, eliminou o havaiano Dusty Payne na terceira rodada (17,66 contra 11,84), com facilidade. Na quarta fase, precisou suar, mas bateu o brasileiro Filipe Toledo e o australiano Josh Kerr (15,67 contra 15,23 de Toledo e 4,97 de Kerr).

Como Fanning caiu para a repescagem, o título ficou mais perto de Medina, visto que o australiano precisaria vencer a etapa de Pipeline (HAV) para ser campeão do WCT em 2014. E, como se a história não pudesse ficar melhor, o campeão mundial de 2013 teria um brasileiro pela frente.

Alejo Muniz entrou na água com o retrospecto de ser o homem que eliminou o americano Kelly Slater da etapa havaiana. E fez jus ao rótulo. Em uma bateria com ondas pontuais, o argentino naturalizado brasileiro superou Fanning, cravando 6,53 a 2,44.

Seguindo para a água, Medina acompanhou a série que definiria o seu campeonato e, no fim, sua família vibrou e pulou, enquanto o brasileiro seguia para as quartas de final. Um jovem de 20 anos fez história.

Na água, Medina abraçava-se à Filipe Toledo, Alejo Muniz, apontava para o alto e chorava... Seu padrasto e uma multidão de brasileiros pulava na água, vibrava. A emoção era inacreditável.

Com o título de 2014, o brasileiro empata com Kelly Slater como surfista mais jovem a conquistar o Circuito Mundial, além de tornar-se o primeiro surfista do país a atingir o feito.

Até o fechamento desta edição, apenas a repescagem das quartas de finais havia acontecido. Ainda assim, nada mais importava, Gabriel Medina já havia sagrado-se campeão mundial.

Medina, que liderou o Circuito Mundial em dez de 11 etapas, além de conquistar o título em três delas (até agora), entrou para a história, quebrando a hegemonia "Estados Unidos/Austrália/Havaí" e colocando a bandeira brasileira no topo do esporte.

Fonte: Lancepress! Lancepress!

compartilhe

publicidade
publicidade