1 evento ao vivo

Após gol e cartão, Thiago Silva vive "todas as emoções possíveis"

4 jul 2014
20h17
atualizado às 21h36

Depois dos questionamentos sobre o emocional da equipe brasileira, o capitão Thiago Silva foi da euforia à lamentação na partida em que a seleção brasileira derrotou a Colômbia por 2 x 1, nesta sexta-feira, ao marcar um gol e levar o segundo cartão amarelo que o tira da semifinal da Copa do Mundo contra a Alemanha.

Thiago Silva comemora gol do Brasil contra a Colômbia.
Thiago Silva comemora gol do Brasil contra a Colômbia.
Foto: Marcelo Del Pozo / Reuters

"Foram todas as emoções possíveis. Eu não via a hora de começar esse jogo, porque as pessoas falam muito em emoção e quem não se emociona, não cumpre o seu papel dentro de campo", disse Thiago Silva após o jogo em Fortaleza.

O capitão do Brasil foi questionado nos últimos dias sobre seu estado emocional após chorar e mostrar nervosismo na partida contra o Chile, pelas oitavas de final. O zagueiro ficou isolado dos companheiros durante as cobranças e pediu para ser o último a bater a penalidade, porque estava sem confiança.

Thiago Silva afirmou que a emoção o ajuda em campo e citou os exemplos de Ayrton Senna e Oscar Schmidt como esportistas que se entregaram.

"E eu não sou diferente, tenho emoção porque me entrego de corpo e alma para o time", disse.

Thiago Silva abriu o placar logo aos 7 minutos, ao completar para o gol cobrança de escanteio de Neymar pela esquerda e vinha fazendo uma boa partida na defesa quando tomou cartão amarelo ao atrapalhar o goleiro Ospina, que tentava chutar a bola para frente, e tocar a bola para o fundo do gol, na metade do segundo tempo.

"(O cartão) me tira do jogo, mas eu sei que tanto Dante quanto Henrique têm totais chances de jogar bem, de suprir a minha ausência", afirmou.

"O lance do cartão foi um lance bobo, eu estava voltando para defender, ele jogou a bola na minha frente e não tive nem como sair, então não sei se a interpretação dele foi certa."

Com a ausência de Thiago Silva contra a Alemanha, David Luiz deve ser o capitão.

(Reportagem de Pedro Fonseca)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade