1 evento ao vivo

Armstrong tentou doar R$508 mil a Agência Antidoping, diz presidente

9 jan 2013
15h20

Pego em um dos maiores escândalos de doping da história do esporte, o ciclista Lance Armstrong tentou agradar a Agência Antidoping dos Estados Unidos (Usada) há pouco mais de oito anos. Segundo o presidente Travis Tygart, o ex-heptacampeão da Volta da França ofereceu 191 mil de euros (Aproximadamente R$ 508 mil) como doação à entidade, em 2004. A quantia foi negada pela entidade.

"Fiquei incrédulo. Era claro que seria um conflito de interesses para a Usada. Não hesitamos em rejeitar a oferta", revela Tygart, em entrevista à emissora de televisão norte-americana CBS. Segundo o dirigente, a oferta teria sido feita por um agente do atleta.

Advogado de Armstrong, Tim Herman negou as acusações. "Essa história não é verdade. A primeira vez que Lance ouviu sobre isso foi hoje. Ele nunca fez nenhum contribuição ou sugestão (à Usada)", garante, em entrevista ao jornal USA Today.Recentemente, a União Ciclística Internacional (UCI) confessou que aceitou doação de US$ 100 mil (aproximadamente R$ 200 mil) de Armstrong em 2001. Segundo os ciclistas Floyd Landis e Tyler Hamilton, ex-companheiros de equipe de Armstrong, a entidade teria acobertado suposto teste positivo de doping do atleta, no mesmo ano. A UCI, no entanto, nega que o dinheiro tenha relação com o teste.

Após ser pego em agosto no "maior e mais sofisticado esquema de doping da história do esporte", segundo a Usada, Lance Armstrong foi banido do esporte pela UCI dois meses depois. Além disso, o norte-americano teve cassados todos os seus sete títulos da tradicional Volta da França, além de correr o risco de perder sua medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sydney-2000.

Sem apelar contra a punição nos dois meses limites, Armstrong recentemente cogitou detalhar o esquema de doping e as pessoas nele envolvidas a fim de diminuir a sua pena para apenas quatro a oito anos. Com isso, voltaria a competições oficiais, desta vez no triatlo.

No próximo dia 17, uma entrevista com o ciclista será transmitida em um especial de 1h30 do programa Oprah’s Next Chapter, integrante da grade do OWN, canal que pertence à famosa apresentadora Oprah Winfrey, primeira pessoa a falar com Armstrong desde a divulgação do escândalo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade