> Esportes > Atenas 2004  > História
Veja mais sobre Atenas no celularAtenas 2004 em:


 Boletim

 Fale conosco

História
Atlanta 1996
O centenário dos Jogos Olímpicos da Idade Moderna ocorreu com a celebração da XXVI Olimpíada, em Atlanta, no ano de 1996.

A escolha desta cidade norte-americana não esteve livre de polêmica. Além de ser a segunda metrópole dos EUA a ser eleita sede do evento em um intervalo de apenas 12 anos, grandes setores ligados ao movimento olímpico no mundo apostavam que a hospedagem caberia a Atenas, na Grécia, por motivo da comemoração do primeiro centenário dos Jogos. Foi em Atenas que em 1896 o Barão de Coubertin deu vida a seu antigo sonho.

O Comitê Organizador recorreu uma vez mais ao capital privado para financiar os Jogos. A multinacional Coca-Cola foi a principal patrocinadora. No final, segundo cifras oficiais, foram investidos cerca de US$ 4 bilhões para a realização desta Olimpíada, colocando, ao mais puro estilo norte-americano, grande ênfase à segurança.

No entanto, Atlanta-1996 foi vítima de um atentado, e o movimento olímpico sofreu pela segunda vez na história o ataque do terrorismo, quando um homem colocou uma bomba em um local onde eram realizados uma série de concertos e eventos culturais na noite de 26 de julho. O artefato explodiu e matou uma pessoa, deixando ainda 110 feridos. Frente à tragédia, voltou-se a escutar a frase que nos jogos de Munique-1972 propagou-se pelo mundo, após a matança de atletas israelenses nas mãos de terroristas palestinos: "Os Jogos devem continuar".

Esta edição olímpica foi inaugurada em 19 de julho e concluída em 4 de agosto. A abertura do evento foi comandada pelo então presidente norte-americano Bill Clinton. Em resumo, estiveram presentes 10.318 atletas de 197 nações. Como de costume, a participação feminina continuou crescendo, e nesta oportunidade participaram 3.512. Foram disputadas 271 provas, pertencentes a 26 esportes oficiais. Atenas-1996 registrou um recorde no que diz respeito aos países que obtiveram ao menos uma medalha, com um total de 79; 53 garantiram ouro.

Já no aspecto meramente esportivo, esta Olimpíada ofereceu momentos inesquecíveis. Por exemplo, os protagonizados pelo norte-americano Michael Johnson, que venceu os 200m (recorde mundial de 19s32) e os 400m. Também se pôde testemunhar como um dos maiores atletas de todos os tempos, Carl Lewis, conquistava sua nona medalha olímpica, com o título do salto em distância. Na categoria feminina, a francesa Marie Jose Perec ganhou os 200m e 400m, igualando-se à norte-americana Valery Brisco-Hooks, que conseguira a dobradinha em Los Angeles-1984.

Na natação, a rainha foi a irlandesa Michelle Smith. De forma surpreendente, Smith obteve três medalhas de ouro (200m, 400m e 400m medley) e uma de bronze (200m borboleta). Por sua vez, Alexander Popov renovou seu título dos 100m livres - o que não ocorria desde Johnny Weissmuller - e ainda venceu os 50m livres.

Nos esportes de conjunto, o time dos sonhos, o famoso "Dream Team" norte-americano, voltou a dominar a competição de basquete. No futebol, a Nigéria se converteu na primeira nação africana a ganhar um campeonato internacional de seleções. Os "águias verdes" ganharam da Argentina na final por 3 a 2.

QUADRO DE MEDALHAS

País Ouro Prata Bronze
1. Estados Unidos USA 44 32 25
2. Federação Russa RUS 26 21 16
3. Alemanha GER 20 18 27
4. China CHN 16 22 12
5. França FRA 15 7 15
6. Itália ITA 13 10 12
7. Austrália AUS 9 9 23
8. Cuba CUB 9 8 8
9. Ucrânia UKR 9 2 12
10. Coréia do Sul KOR 7 15 5
11. Polônia POL 7 5 5
12. Hungria HUN 7 4 10
13. Espanha ESP 5 6 6
14. Romênia ROM 4 7 9
15. Holanda NED 4 5 10
16. Grécia GRE 4 4 0
17. República Checa CZE 4 3 4
18. Suíça SUI 4 3 0
19. Dinamarca DEN 4 1 1
20. Turquia TUR 4 1 1
21. Canadá CAN 3 11 8
22. Bulgária BUL 3 7 5
23. Japão JPN 3 6 5
24. Cazaquistão KAZ 3 4 4
25. Brasil BRA 3 3 9
26. Nova Zelândia NZL 3 2 1
27. África do Sul RSA 3 1 1
28. Irlanda IRL 3 0 1
29. Suécia SWE 2 4 2
30. Noruega NOR 2 2 3
31. Bélgica BEL 2 2 2
32. Nigéria NGR 2 1 3
33. Coréia do Norte PRK 2 1 2
34. Argélia ALG 2 0 1
35. Etiópia ETH 2 0 1
36. Grã-Bretanha GBR 1 8 6
37. Belarus BLR 1 6 8
38. Quênia KEN 1 4 3
39. Jamaica JAM 1 3 2
40. Finlândia FIN 1 2 1
41. Indonésia INA 1 1 2
42. Iugoslávia YUG 1 1 2
43. Irã IRI 1 1 1
44. Eslováquia SVK 1 1 1
45. Croácia CRO 1 1 0
46. Armênia ARM 1 1 0
47. Tailândia THA 1 0 1
48. Portugal POR 1 0 1
49. Síria SYR 1 0 0
50. Burundi BDI 1 0 0
51. Costa Rica CRC 1 0 0
52. Hong Kong HKG 1 0 0
53. Equador ECU 1 0 0
54. Argentina ARG 0 2 1
55. Eslovênia SLO 0 2 0
56. Namíbia NAM 0 2 0
57. Áustria AUT 0 1 2
58. Malásia MAS 0 1 1
59. Moldávia MDA 0 1 1
60. Uzbequistão UZB 0 1 1
61. Zâmbia ZAM 0 1 0
62. Letônia LAT 0 1 0
63. Filipinas PHI 0 1 0
64. Tonga TGA 0 1 0
65. Formosa TPE 0 1 0
66. Azerbaijão AZE 0 1 0
67. Bahamas BAH 0 1 0
68. Geórgia GEO 0 0 2
69. Trinidad e Tobago TRI 0 0 2
70. Marrocos MAR 0 0 2
71. Lituânia LTU 0 0 1
72. México MEX 0 0 1
73. Mongólia MGL 0 0 1
74. Moçambique MOZ 0 0 1
75. Tunísia TUN 0 0 1
76. Porto Rico PUR 0 0 1
77. Índia IND 0 0 1
78. Israel ISR 0 0 1
79. Uganda UGA 0 0 1
Medallero, Atlanta 1996. Altius, Citius, Fortius
« Volta