> Esportes > Atenas 2004 > Modalidades > Basquete  > Basquete Masculino
Veja mais sobre Atenas no celularAtenas 2004 em:


 Boletim

 Fale conosco

Basquete Masculino
Sábado, 28 de agosto de 2004, 18h32  Atualizada às 21h22
Argentina é ouro no basquete masculino
 
Multimídia
Galerias de fotos
» Canoagem premia atletas em Atenas
» Francês vence prova de mountain bike
» Semifinais da plataforma de 10m
» Brasil fica sem o bronze no basquete
» Argentinos ganham ouro no futebol
» Medalhistas do dia 28/08
» Capoeira pode chegar a Olimpíadas
Enquete

A capoeira deve virar esporte olímpico?

Sim
Não

Notícias
» Capoeira reivindica reconhecimento olímpico
» Capoeira se reabilitou na década de 30
» Tabelas de futebol, basquete, vôlei e handebol
Sites Relacionados
» Opine: Você está satisfeito com o desempenho brasileiro em Atenas?
» Confira o perfil de todos os atletas que representam o Brasil em Atenas
» Confira o dia-a-dia de Janeth, Virna e Sandra Pires em fotologs exclusivos
» Confira os resultados dos brasileiros
» Veja resultados completos
» Confira o quadro de medalhas
» Conheça as sedes olímpicas
» Saiba tudo sobre a história olímpica
» Veja os mascotes de Atenas
Últimas de Basquete Masculino
» Basquete argentino ficou feliz por "surra" nos EUA
» Ginóbili é eleito o MVP dos Jogos de Atenas
» Técnico dos EUA elogia nível do basquete mundial
» Técnico dos EUA acha que o nível do basquete subiu
Busca
Busque outras notícias no Terra:
A seleção de basquete masculino da Argentina é a campeã olímpica. Ela venceu a Itália por 84 a 69. Os argentinos foram os responsáveis pela eliminação da final do time dos Estados Unidos.

  • Confira fotos.

    Os americanos garantiram o bronze ao vencer a equipe da Lituânia por 104 a 96.

    A seleção argentina, que perdeu a final do Mundial de 2002 para a Iugoslávia em uma partida polêmica e em Atenas foi derrotada pela Espanha e pela própria Itália (76 a 75) na primeira fase, chegou à semifinal desacreditada. Antes da partida contra os Estados Unidos, que venceu por 89 a 81, estava longe de ser considerada favorita.

    O grupo comandado por Rubén Magnano, entretanto, se classificou para a final e obteve um êxito incontestável.

    A Itália voltou a uma final olímpica no basquete 24 anos após conseguir a prata em Moscou-80. Para sua infelicidade, seu regresso coincidiu com uma fase histórica do basquete argentino.

    Curiosamente, vários jogadores da seleção latino-americana têm passaporte ítalo-argentino (Luis Scola, Alejandro Montecchia, Andrés Nocioni, Emanuel Ginobili, Hugo Sconochini, Carlos Delfino e Fabricio Oberto).

    Durante a partida, o placar foi acirrado e alternado. No último quarto, faltando oito minutos para o final, a partida estava em 61 a 59 para os argentinos. Depois disso, a Argentina cresceu no jogo e, com autoridade e determinação, se impôs sobre a Itália, selando sua vitória em Atenas.


     

  • EFE

    Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.