0

Atletas brasileiros comemoram "calor" atípico de Vancouver

5 fev 2010
09h24
atualizado às 11h09
  • separator
Tarian Chaud
Direto de Vancouver

"Cadê a neve?", perguntou Jaqueline Mourão ao olhar pela porta do saguão de desembarque do aeroporto de Vancouver. A atleta do esqui cross country e outros dois competidores brasileiros, que chegaram nesta quinta-feira, encontraram céu azul e temperatura de 10º C na cidade-sede dos Jogos Olímpicos de Inverno.

Jaqueline saiu de Quebec - onde mora - com frio de -20º C. E comemorou o que encontrou em Vancouver. "Isso até que nos ajuda. Apesar de morar no Canadá há alguns anos, eu continuo bem brasileira. Não gosto muito de inverno rigoroso", diz ela, que competirá em Whistler, onde os termômetros beiram 0º C.

Leandro Ribela, também do esqui cross country, celebrou o fato de pegar pela primeira vez no ano uma temperatura positiva. "Treino na Europa desde novembro, sempre abaixo de 0º C. Aqui é o primeiro lugar em que chego e encontro o tempo assim. Fiquei surpreso", conta o atleta, que é outro que disputará provas em Whistler.

O "calor", no entanto, atrapalha Isabel Clark. A snowboarder competirá na Cypress Mountain, local que sofre com a falta de neve.

"Fiquei preocupada com isso no começo, mas já vi que a organização está levando neve da parte de cima para a parte de baixo da montanha. Desde que o traçado da pista esteja bom, não há problemas", diz a brasileira, que terminou em nono lugar na prova de boardercross nos Jogos Olímpicos de Turim, em 2006.

A uma semana da cerimônia de abertura da Olimpíada Inverno, Vancouver tem dias mais parecidos com primavera, segundo os próprios moradores da cidade. O mês de janeiro já foi o mais quente da história desde que se tem registros.

Para garantir o sucesso do evento, a organização transporta neve de outras áreas do estado e também usa máquinas para fabricar neve artificial.

Jogos Olímpicos de Inverno no Terra

O Terra transmitirá ao vivo a competição em 15 canais simultâneos de vídeo a partir do próximo dia 12. Além disso, os usuários terão a possibilidade de assistir novamente a todo o conteúdo a qualquer momento. Todo o acesso é gratuito.

Uma equipe de 60 profissionais estará encarregada de fazer a cobertura direto de Vancouver e dos estúdios do Terra, em São Paulo, no Brasil, com as últimas notícias, fotos, curiosidades, resultados e bastidores da competicão.

A equipe conta com a participação do repórter especialista em esportes radicais Formiga - com 20 anos de experiência em modalidades de neve -, e o pentacampeão mundial de skate Sandro Dias, que comentará a competicão em seu blog no Terra.

No celular
wap: wap.terra.com.br
Iphone e smartphones: m.terra.com.br/vancouver

Atletas do Brasil se surpreendem com "calor" de Vancouver
Fonte: Terra
publicidade