0

Atlético-MG supera dificuldades e vira sobre o Tombense no Mineiro

6 fev 2013
21h41
atualizado às 21h49

O Atlético-MG encontrou dificuldades enfrentando o Tombense, nesta quarta-feira, no estádio Almeidão, mas o Galo conseguiu a reabilitação no Campeonato Mineiro, vencendo a equipe de Tombos de virada por 2 a 1, e somando os três primeiros pontos no Estadual. A partida marcou a estreia do Tombense na elite do futebol mineiro.

O primeiro gol do jogo e da história do Tombense na primeira divisão do Campeonato Mineiro foi anotado por Eder Luiz, que teve tranquilidade para driblar Júnior César antes de balançar as redes de Victor. O avante Jô recebeu assistência de Bernard para deixar tudo igual no placar. No segundo tempo, o volante Rosinei apareceu com liberdade depois de uma blitz do ataque do Galo, e só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio.

Na sequência do Campeonato Mineiro, o Atlético-MG vai encarar o Araxá, jogo marcado para o próximo dia 17, no estádio Independência, mas antes o Galo vai estrear na Libertadores, recebendo o São Paulo. Já o Tombense vai visitar o América-TO, em Teófilo Otoni, na segunda rodada do Estadual.

O jogo - O duelo entre Atlético-MG e Tombense começou de forma morna, mas aos poucos o Galo conseguiu impor a maior qualidade técnica, tentando tocar a bola no gramado irregular do Almeidão. A primeira chance de abrir o placar foi da equipe da capital com o atacante Araújo, que pegou rebote da defesa, mas errou o alvo, em uma oportunidade clara de gol.

Os donos da casa, apoiados pela torcida de Tombos, na Zona da Mata Mineira, não se intimidaram com a primeira chance dos alvinegros, e aos dez minutos, chegaram, inclusive, a balançar as redes, mas o árbitro Emérson de Almeida Ferreira marcou impedimento no lance. O técnico Marcelo Cabo apostou na estratégia de jogar de forma defensiva, e tentando surpreender nos contra-ataques.

Com um campo de dimensões reduzidas, o Tombense teve facilidade para marcar as principais peças do Galo, deixando alguns jogadores do Atlético-MG nervosos ou pelo menos ansiosos para chegar logo ao gol de abertura do placar. Com isso, os erros de passe e as bolas alçadas na área, procurando principalmente os atacantes Alecsandro e Jô passaram a ser uma jogada muito explorada, porém, com pouca eficiência.

Como o Atlético-MG encontrou problemas para finalizar, o Tombense ganhou confiança no jogo para agredir os alvinegros. Aos 30, a defesa do Galo vacilou e a bola parou nos pés de Eder Luiz, que teve tranquilidade para driblar Júnior César e entrar para a história do clube, como o autor do primeiro gol da equipe de Tombos na elite do futebol mineiro.

A resposta do Atlético-MG não demorou, e o garoto Bernard encontrou Jô com liberdade dentro da área, o atacante usou a canhota para arrematar para o gol, sem chances para o goleiro Glaycon, igualando o marcador aos 34 minutos. Aos 39, Bernard voltou a aparecer bem no ataque, mas pegou mal na bola, mandando pela linha de fundo.

O panorama da etapa complementar apresentou o Atlético-MG com maior posse de bola, exercendo uma blitz contra a equipe da casa, que começou com um petardo de Araújo no travessão, no rebote Carlos César tentou completar para as redes, mas Glaycon fez a defesa, no rebote Rosinei apareceu com liberdade para empurrar para o gol já vazio, virando o placar para o Galo.

Sem poder de reação, o Tombense praticamente se limitou a marcar atrás da linha da bola, ameaçando somente em lances esporádicos de contra-ataque. Com isso, a partida perdeu em intensidade, já que os atleticanos diminuíram o ritmo, aguardando pacientemente a possibilidade de encaixar um passe perfeito.

Nos minutos finais do jogo o técnico Marcelo Cabo até pediu que o time da Zona da Mata adiantasse a marcação, na tentativa de empatar a partida, o Tombense, porém, não conseguiu ameaçar o goleiro Victor com perigo. O Atlético-MG ainda teve algumas oportunidades para dilatar a contagem, mas falhou no arremate final.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade