0

Kalil critica racismo contra Tinga: "tiraram prazer da derrota do Cruzeiro"

13 fev 2014
00h15
atualizado às 00h54
  • separator
  • 0
  • comentários

Presidente do Atlético-MG, atual campeão da Copa Libertadores da América e principal rival do Cruzeiro, Alexandre Kalil lamentou o episódio de racismo protagonizado na estreia do time celeste na competição, na noite desta quarta-feira. O meio-campista Tinga ouviu imitações do guincho dos macacos a cada vez que tocou na bola na derrota por 2 a 1 para o Real Garcilaso, do Peru.

<p>Fora de casa, o Cruzeiro não estreou bem na Libertadores: a equipe mineira saiu na frente, mas tomou a virada em Huancayo e perdeu por 2 a 1 para o Real Garcilaso em jogo marcado por atitudes racistas da torcida peruana contra o jogador Tinga</p>
Fora de casa, o Cruzeiro não estreou bem na Libertadores: a equipe mineira saiu na frente, mas tomou a virada em Huancayo e perdeu por 2 a 1 para o Real Garcilaso em jogo marcado por atitudes racistas da torcida peruana contra o jogador Tinga
Foto: AP

O Cruzeiro acabou derrotado fora de casa na estreia pelo Grupo 5 da competição. A partida foi realizada em Huan Cayo.

Tinga entrou no segundo tempo, na vaga de Ricardo Goulart, e foi ironizado durante o restante do duelo. Apesar de a Fifa combater essa discriminação nos estádios, o árbitro nada fez até o apito final.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade