0

Luxemburgo usa cansaço para explicar queda de produção

10 abr 2010
22h57
atualizado às 23h36

Após um primeiro tempo espetacular, em que poderia ter goleado sem dificuldades, o Atlético-MG diminuiu de forma sensível seu rendimento na segunda etapa da vitória por 2 a 1 sobre o Democrata. Praticamente com "dois times" distintos no triunfo, o técnico Vanderlei Luxemburgo atribuiu a mudança ao aspecto físico.

"No primeiro tempo, o time foi mais rápido, mais veloz e a equipe estava bem encaixada dentro do campo. No segundo tempo, baixamos o nosso ritmo físico", disse Luxemburgo.

O treinador exaltou a primeira etapa realizada por seus comandados, mas criticou a falta de pontaria. "O Atlético teve a possibilidade de matar a partida no primeiro tempo, fazer o terceiro e o quarto gols, e não matou. A equipe jogou muito bem no primeiro tempo e, no segundo, sentimos um pouco", afirmou o treinador cujo time pode até empatar no jogo de volta para chegar à final do Campeonato Mineiro.

Diego Renan comemora segundo gol do Atlético contra o Democrata
Diego Renan comemora segundo gol do Atlético contra o Democrata
Foto: Carlos Rhienck / Hoje em Dia
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade