2 eventos ao vivo

Ponta direita constitui preocupação de Cuca no Atlético-MG

21 jan 2013
14h04
atualizado às 15h59
  • separator
  • 0
  • comentários

A ponta direita do Atlético-MG constitui uma preocupação para Cuca. Desde a saída de Danilinho, dono da posição no ano passado, o treinador não encontrou um nome que passe confiança para atuar no local. Nesta temporada, Guilherme, Rosinei e Araújo devem ser testados. Porém, o comandante não descarta utilizar outro jogador nesta vaga.

O técnico alvinegro deseja encontrar o mesmo equilíbrio que tem pelo lado esquerdo do campo, onde atuam Junior César, pela lateral, e Bernard, na transição entre o meio e o ataque.

"No ano passado, a gente tinha uma liberdade grande daquele lado. É encontrar o equilíbrio que temos do lado esquerdo. É processo de montagem. A manutenção da equipe é de 90%. Agora é encaixar essa peça do lado direito, que pode mais algo mais equilibrado ou agudo. Temos boas opções",– afirmou.

Contratado para exercer a função, o volante Rosinei queixou-se de dores musculares na última semana e se ausentou das primeiras atividades realizadas para a montagem do time. Desta forma, o atacante Araújo foi utilizado na posição. Cuca ainda prega cautela com o atleta, 35 anos.

"Ele (Araújo) ainda precisa de mais tempo, de trabalho, para entender o que a gente pretende naquela função",– disse o treinador, que ainda completou. "Ele e Bernard mexendo, ora um ora outro. Pelo meio também. São de velocidade e foram bem. A evolução vai ocorrer em toda equipe. E provavelmente, quarta-feira, em outro jogo-treino, será melhor do que nessa sexta-feira."

Após a rescisão contratual de Danilinho, o Atlético-MG teve que procurar outro nome para a posição dentro do próprio elenco. O volante Serginho, o apoiador Escudero e os atacantes Guilherme e Neto Berola estiveram na função. Nenhum deles, porém, se saiu bem.

 

Fonte: Lancepress! Lancepress!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade