0

Palmeiras exige mais dinheiro e avisa que não quer "se livrar" de Wesley

13 ago 2013
21h53
atualizado às 22h07
  • separator
  • comentários

Se quiser levar Wesley, o Atlético-MG terá que se dispor a gastar. Esse é o recado do Palmeiras, embora ainda não tenha declarado oficialmente o fim da negociação. O volante, que será titular nesta noite contra o Joinville, em Santa Catarina, é considerado importante e o clube promete ressaltar isso em qualquer conversa para liberá-lo.

<p>Wesley tem jogado normalmente e at&eacute; fez gol no final de semana</p>
Wesley tem jogado normalmente e até fez gol no final de semana
Foto: Marcelo Pereira / Terra

"O Wesley é um jogador importantíssimo do Palmeiras, é um ativo importante. À medida que vêm propostas e sondagens passa a impressão de que queremos nos livrar do jogador. Mas não é essa a ideia", disse o diretor executivo José Carlos Brunoro.

Para o presidente Paulo Nobre, é interessante deixar de gastar com um dos maiores salários do grupo e havia uma tendência para se aceitar a negociação de Wesley, que tem contrato até o início de 2015, contanto que o Atlético-MG aceitasse quitar a parcela de quase R$ 5 milhões e a dívida de valor entre R$ 500 mil e R$ 700 mil do Palmeiras com o jogador, mas o dirigente foi pressionado e terá que pedir mais.

Conselheiros avisaram que a transação de cerca de R$ 6 milhões não seria interessante, já que o meio-campista custou cerca de R$ 14 milhões e não cumpriu nem metade dos três anos de contrato que assinou. Por isso, a diretoria também deve esperar uma oferta de um clube europeu.

"Para qualquer jogador que receba uma proposta muito boa para ele e para o clube e que seja interesse do clube, ótimo. Se não vier, ele fará o trabalho dele aqui", afirmou Brunoro, com a intenção de deixar claro que não haverá arrependimento caso o Atlético-MG desista da negociação.

De qualquer forma, Gilson Kleina já deu aval para sua saída, abrindo mão até de pedir qualquer contratação, por considerar Eguren, Marcelo Oliveira e Mendieta como substitutos imediatos já existentes no elenco sem mexer no esquema - Vinicius e Ananias ainda são opções no caso da adoção do 4-3-3.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade