0

Atlético Paranaense vence o J. Malucelli e ameniza pressão

16 fev 2013
18h31
atualizado às 18h36

Em sua melhor apresentação no Campeonato Paranaense 2013, o Atlético Paranaense venceu o J.Malucelli por 3 a 1, no Eco Estádio Janguito Malucelli, e amenizou parte da pressão sofrida pela diretoria. Com o resultado, o Rubro-Negro chega aos 11 pontos, na sexta colocação. Já o Jotinha perdeu a chance de assumir a liderança e pode ter se perdido no caminho rumo ao título do primeiro turno.

O Furacão abriu o placar aos 20 minutos do primeiro tempo, com Douglas Coutinho, que tocou por cobertura para balançar as redes com um golaço. Bruno Batata deixou tudo igual, aos 41 minutos, aproveitando sobra de bola. Depois do intervalo, Harrison, aos 22 minutos, cobrou pênalti e fez o segundo. Aos 33 minutos, Douglas Coutinho fechou a contagem.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense te o clássico diante do Coritiba, domingo, no Estádio Couto Pereira. Já o J.Malucelli volta a campo no sábado, onde tem mais um duelo decisivo, diante do Londrina, no Eco Estádio Janguito Malucelli.

O jogo - O Furacão tentava encontrar espaços desde o inicio da partida. Aos quatro minutos, Harrison cruzou para Erwin, que desviou pela linha de fundo. Dois minutos depois, Harrison tentou novo levantamento e quase surpreendeu o goleiro Fabrício. Na resposta, aos nove minutos, Bruno Batata invadiu a área e bateu para boa defesa de Santos, que cedeu escanteio. Depois da cobrança, Ceará arrematou para fora.

A partida era bem movimentada, com o Rubro-Negro com maior posse de bola. Nem mesmo a chuva que só aumentava atrapalhava o andamento do jogo. Aos 14 minutos, Pablo recebeu com liberdade, em posição estranha, e ainda assim perdeu o gol. Mas, aos 20 minutos, Douglas Coutinho fez jogada individual e encobriu o goleiro para fazer um belo gol no Janguitão.

Contra-ataque para o Jotinha, aos 26 minutos, com Andrezinho, que foi travado na hora certa pela defesa atleticana. O Rubro-negro recuou depois de abrir o placar. Lançamento para Potita, aos 36 minutos, mas a bola saiu direto pela linha de fundo. Até que, aos 41 minutos, Bruno Batata, que mostrou oportunismo para pegar sobra de bola e tocar para o fundo das redes.

Na segunda etapa, as equipes retornaram sem nenhuma modificação. Aos quatro minutos, Douglas Coutinho desviou dentro da área e a defesa afastou a bola que se encaminhava para o gol. Na resposta em contra-ataque rápido, Potita recebeu com liberdade mas, ao invés de chutar, tentou um toque e desperdiçou a chance. Aos 11 minutos, Pablo chutou pela linha de fundo, embaixo das traves.

Nas arquibancadas, o torcedor atleticano protestava pedindo a presença do time titular em campo. Aos 18 minutos, Tiago Alencar cobrou falta e bola carimbou a trave. Até que, aos 21 minutos, Léo foi derrubado por Diego Alemão e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Harrison balançou as redes. Aos 29 minutos, Coutinho fez a jogada e serviu Marcos Guilherme que parou em Fabrício.

As cobranças do torcedor surtiram efeito e o Furacão passou a jogar bem. Aos 33 minutos, Douglas Coutinho recebeu passe de calcanhar e tocou para as redes para fazer um golaço. O J.Malucelli tentou descontar, aos 37 minutos, com Willian, que acertou mais uma bola na trave. Foi a segunda vitória do Atlético na competição. Mesmo com o bom resultado, não é mais possível chegar ao título do primeiro turno e, apesar dos protestos, a diretoria já confirmou que o time B continuará disputando o Estadual.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade