2 eventos ao vivo

Após audiência, Atlético-PR e Nathan não chegam a acordo

6 out 2014
20h31
atualizado às 21h36
  • separator
  • comentários

O imbróglio entre o meio-campista Nathan e o Atlético-PR está longe de terminar. Em audiência de conciliação na 15ª Vara de Trabalho, em Curitiba, as partes não chegaram a um acordo de renovação de contrato.

Nathan já pode assinar pré-contrato com qualquer clube a partir deste mês
Nathan já pode assinar pré-contrato com qualquer clube a partir deste mês
Foto: Atlético-PR / Divulgação

Com vínculo até abril de 2015, o jovem atleta pode assinar pré-contrato com outro clube a partir deste mês e já tem oito interessados. O Manchester City, da Inglaterra, está entre eles. O pai do jogador, José Carlos de Souza, viajou pela Europa para ouvir propostas.

Na audiência, o time paranaense esteve representado pelo presidente, Mario Celso Petraglia, além do advogado Rodrigo Seizo Takano. O clube, de acordo com a nota oficial lançada no final da tarde desta segunda-feira, ofereceu “proposta voluntária de significativo aumento salarial, bem como de pagamento de luvas, visando valorizar o atleta e ratificar a sua intenção de mantê-lo nos quadros do clube nos próximos anos”.

Representado pelo advogado Marcelo Vardanega Ribeiro, o jogador apresentou como contraproposta a possibilidade de negociação do contrato até dezembro de 2014, garantindo 20% ao atleta sobre os direitos econômicos. Uma nova audiência foi marcada para dia 26 de março de 2015.

Confira abaixo a nota na íntegra:

Em audiência de conciliação realizada hoje na Justiça do Trabalho com a presença do atleta Nathan Allan de Souza, o CAP apresentou proposta voluntária de significativo aumento salarial, bem como de pagamento de luvas, visando valorizar o atleta e ratificar a sua intenção de mantê-lo nos quadros do Clube nos próximos anos.

A proposta foi rejeitada pelo atleta, que foi representado em audiência pelo escritório Mafuz Ribeiro Caron e assistido por seu pai.

Independentemente da ação judicial, o atleta continua com seu contrato em vigor e normalmente inserido nos planos da equipe principal do CAP para a disputa do Campeonato Brasileiro.

O CAP enaltece a postura conciliatória da Justiça do Trabalho.

Fonte: PGTM Comunicação - Especial para o Terra PGTM Comunicação - Especial para o Terra
  • separator
  • comentários
publicidade