0

Em reviravolta, Paulo Baier pode não ficar no Atlético-PR

11 dez 2013
13h03
atualizado às 13h24
  • separator
  • 0
  • comentários

O meia Paulo Baier, do Atlético-PR, vai ter que confiar na palavra do presidente Mario Celso Petraglia para continuar no clube paranaense. Sem a renovação no “papel”, o atleta vive com a possibilidade de não disputar a Libertadores em 2014.

<p>Paulo Baier, 39 anos, ainda não assinou sua renovação com o Atlético-PR</p>
Paulo Baier, 39 anos, ainda não assinou sua renovação com o Atlético-PR
Foto: Heuler Andrey/Agif / Gazeta Press

Após o clássico diante do Coritiba, quando fez os dois gols da virada na vitória por 2 a 1, na Vila Capanema, pela 26ª rodada, o jogador de 39 anos lamentou depois do jogo que não iria ficar no time para a próxima temporada. Com a notícia, a torcida do Atlético-PR “se revoltou”.

O mandatário do clube, na mesma semana, foi entrevistado pela ESPN e usou o fato de Paulo Baier, que está desde 2009 no time, não ter ganhado nada vestindo a camisa rubro-negra para justificar a não permanência. A partir daí, os torcedores começaram uma campanha pedindo a sua renovação de contrato.

Nos jogos seguintes no Estádio Durival Britto e Silva, cantavam “Fica, Paulo Baier” – principalmente quando Petraglia era visto nas arquibancas ou passando pelo gramado antes da partida em direção ao seu camarote. A pressão surgiu efeito.

No dia 16 de outubro, o clube anunciou sua renovação através do site oficial e no sistema de som da Vila Capanema, antes do jogo contra o Atlético-MG, para a alegria da torcida. Entretanto, a omissão do atleta nas finais da Copa do Brasil fez o dirigente do Atlético-PR repensar na decisão.

No retorno da delegação à Curitiba, o presidente do clube questionou torcedores que reclamavam do vice-campeonato dentro do avião. “Vocês não queriam o Paulo Baier? Está aí, fiz o que vocês pediram. Agora aguentem”, comentou, jogando a “culpa” para a torcida.

Na semana passada, seu empresário Nero Cirne revelou à jornalista Nadja Mauad que clube e jogador não assinaram nenhum contrato, apesar do anúncio oficial. “Eu renovei de palavra (o contrato do Baier), mas não tem nada assinado realmente. Nunca vamos duvidar da palavra do presidente. Para mim e para o Baier está tudo certo”, tranquilizou.

O assunto foi tratado na reunião do Conselho Deliberativo do Atlético-PR nesta terça-feira à noite e, na maioria dos conselheiros, a vontade é de não renovar com o experiente jogador, que quer um salário de R$ 140 mil até o final de 2014. A princípio, a diretoria do clube não se manifestou e a renovação segue "oficializada". Entretanto, uma saída de Paulo Baier, no momento, não pode ser descartada.

Fonte: PGTM Comunicação - Especial para o Terra PGTM Comunicação - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade