0

Sem dificuldades, Atlético-PR passa pelo Operário

2 mar 2013
17h40
atualizado às 17h52

Apenas cumprindo tabela no primeiro turno do Campeonato Paranaense 2013, o time sub-23 do Atlético Paranaense venceu sem maiores problemas o Operário, por 3 a 0, no Eco Estádio Janguito Malucelli. Com o resultado, o Furacão chega aos 14 pontos e se distancia bem da zona de rebaixamento, ultrapassando o Fantasma na classificação.

O Rubro-Negro abriu o placar aos três minutos, com Ewin, que apareceu na área após cobrança de falta e testou para as redes. Aos 25 minutos, Junior de Barros arriscou da entrada da área e o goleiro aceitou. Depois do intervalo, aos 22 minutos, Douglas Coutinho acertou um belo chute para fazer o terceiro.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense abre sua participação no segundo turno no domingo, diante do Rio Branco, no Gigante do Itiberê, em Paranaguá. Já o Operário terá pela frente, no mesmo dia, o Coritiba, no Estádio Couto Pereira.O jogo - Com a bola rolando, o Furacão precisou de apenas três minutos para abrir o placar, com Erwin, que aproveitou cobrança de falta de Zezinho para desviar de cabeça para as redes. Apesar do gol relâmpago, o ritmo da partida era fraco nos primeiros minutos. Aos sete minutos, o estreante Paulo Sérgio partiu em direção à área atleticana e foi travado pela defesa.

Aos 15 minutos, Erwin teve uma nova oportunidade para marcar após outra cobrança de falta, mas desta vez Silvio estava ligado par afazer a defesa. Sem conseguir penetrar na defesa do Fantasma, Renato arriscou o chute de longe, aos 21 minutos, e arrumou um escanteio após desvio. O calor obrigou a arbitragem dar um tempo técnico para os atletas se hidratarem.

O Atlético chegou ao segundo com Junior de Barros, que chutou da entrada da grande área, aos 25 minutos, e venceu o goleiro, que falhou. Na reposta, Rone Dias mandou uma bomba, aos 30 minutos, e Santos salvou. Aos 36 minutos, Hernani subiu na área e cabeceou prensado, pela linha de fundo.

Na segunda etapa, o Operário voltou com Pedrinho e João Paulo. Aos cinco minutos, Alex Cazumba cobrou falta e a bola saiu, sem maior perigo. O ritmo da partida continuava muito fraco, com o Furacão com maior posse de bola mas, depois do intervalo, sem a mesma força no ataque.

O Fantasma, por sua vez, só arriscava alguns chutes de longe, como aos 17 minutos, com Sandro, que carimbou a defesa pelo caminho. Mas, aos 22 minutos, Douglas Coutinho avançou com a bola e fuzilou para marcar um belo gol no Janguitão. O terceiro gol matou de vez qualquer chance de reação do Fantasma, que desanimou de vez no jogo. Aos 34 minutos Pulo Sérgio bateu falta com força, mas errou o alvo. Edgar Junior tentou uma jogada individual, aos 40 minutos, sem sucesso.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade