2 eventos ao vivo

Correr regularmente pode prevenir disfunção erétil

28 set 2012
07h27
atualizado às 07h31

Os benefícios que a prática regular da corrida oferece são diversos. Dentre eles, há estudos que associam o exercício à melhora da vida sexual, sendo inclusive uma forma de prevenir a disfunção erétil, problema que acomete mais de 40% dos homens brasileiros acima de 18 anos, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU).

Há estudos que associam a corrida à melhora da vida sexual, sendo inclusive uma forma de prevenir a disfunção erétil
Há estudos que associam a corrida à melhora da vida sexual, sendo inclusive uma forma de prevenir a disfunção erétil
Foto: Shutterstock / Terra



Médico com pós-doutorado em Fisiologia e Medicina do Exercício pela McMaster University, do Canadá, Cláudio Gil Soares explica que a disfunção tem várias causas, que podem ser de origem psicológica e/ou orgânica. No que diz respeito à parte fisiológica, a causa mais comum é o mau funcionamento vascular. "Casos de disfunção erétil são inclusive relacionados a alguma doença coronária", salienta.



Um dos efeitos que a corrida promove no organismo é justamente a melhora da função dos vasos sanguíneos. Segundo Cláudio Gil, a prática ativa o fluxo do sangue, promovendo uma "massagem" no interior dos vasos. "Meia hora após o exercício já há uma melhora, que dura até três dias", afirma. Outro benefício creditado à atividade e que auxilia na prevenção da disfunção erétil é a melhora da função hormonal, haja vista que a deficiência hormonal também pode causar o problema.



A prática regular da corrida induz o organismo a produzir hormônios que têm efeito analgésico e causam sensação de bem-estar, como a beta-endorfina e a dopamina. Isso faz com que os praticantes se sintam mais relaxados e menos ansiosos. Dessa forma, não só há melhora na respectiva função, mas também alívio do estresse. "O estresse prejudica a função erétil e a corrida acaba auxiliando nessa questão também", comenta o médico.



A corrida previne ainda doenças como diabetes e hipertensão arterial, que normalmente apresentam quadro deficiente de óxido nítrico, neurotransmissor que induz o relaxamento da musculatura lisa do corpo cavernoso, favorecendo a ereção peniana.



Os benefícios, porém, só podem ser obtidos quando há regularidade na atividade. O ideal, sugere Cláudio Gil, é exercita-se 150 minutos por semana, em se tratando de uma atividade de intensidade moderada. "É importante ressaltar que os benefícios proporcionados pela corrida podem ser usufruídos por indivíduos de qualquer idade", acrescenta.



Roda Livre
Especial para o Terra
Fonte: Terra
publicidade