0

Cubana bate Murer de novo, mas se julga inferior para Londres

17 mai 2012
07h30
atualizado em 18/5/2012 às 09h23
Murilo Aquino
Direto de São Paulo

Pela segunda vez na carreira, a cubana Yarisley Silva venceu a brasileira campeã mundial de salto com vara Fabiana Murer. Depois da medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara 2011, a caribenha ficou com a vitória no GP São Paulo Caixa 2012, na quarta-feira. Apesar da evolução visível, a atleta ainda se considera inferior e sequer sonha com pódio nos Jogos Olímpicos de Londres.

» Brigas e dramas: relembre grandes momentos olímpicos
» Saiba como estão os ídolos da Seleção de prata de 1988

"Sinto-me orgulhosa e muito contente por bater Fabiana, pois ela é campeã mundial. É algo que todos gostariam muito, ser campeã mundial. É algo muito grande", comemorou a cubana na saída da pista do Estádio Ícaro de Castro Mello.

No GP São Paulo, Yarisley conseguiu a marca de 4,65 m, 15 cm acima da altura alcançada pela brasileira. Apesar de acreditar em seu potencial, a cubana acredita que poderia encontrar maiores dificuldades com Fabiana. "Em Londres, posso batê-la. Ela não está indo bem. Mas essa é a primeira competição dela e as competições são assim", comentou.

Apesar de acreditar em uma vitória sobre a brasileira, Yarisley prefere traçar objetivos mais realistas para a Olimpíada 2012. "Quero ir a Londres e ficar entre as cinco melhores do mundo, seria magnifico para mim. É um sonho que eu quero realizar", disse, antes de esquivar-se da pergunta sobre quem seria maior favorita ao ouro olímpico.

"A campeã eu não sei. Acredito na Yelena (Isinbayeva, da Rússia), mas não sei. Se for outra, pode ser a Fabiana. Eu só quero chegar entre as cinco melhores", reafirmou a cubana.

Fabiana admite nova rivalidade com cubana

Após ficar com a medalha de prata em São Paulo, Fabiana Murer admitiu que a rivalidade com a cubana esteja aumentando. No entanto, acredita que o seu desempenho abaixo do esperado foi a maior causa do resultado final.

"Sim, (rivalidade está aumentando) um pouco, mas logico que eu não apresentei o que eu tinha que apresentar. Ela saltou bem hoje e eu saltei mal", analisou a brasileira.

Para Fabiana, que fez sua primeira competição na temporada, a falta de ritmo de competição atrapalhou, mas não há uma causa aparente para a derrota.

"Eu estava com um pouco de frio, mas não foi por isso que saiu esse resultado. Não sei explicar, talvez o ritmo de competição. Fui mal, estava me sentindo um pouco cansada. Eu não me senti bem na corrida, não estava veloz, não era uma corrida confortável. Realmente não sei explicar o que aconteceu", concluiu.

Londres 2012 no Terra

O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmitirá ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres, que serão realizados entre os dias 27 de julho e 12 de agosto de 2012. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura contará com textos, vídeos, fotos, debates, participação do internauta e repercussão nas redes sociais.

Basquete leva ouro e Argentina faz "dobradinha" inédita
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade