3 eventos ao vivo

De luto, CBAt lamenta morte de Prudêncio: "Brasil ficou menor"

23 nov 2012
10h41
atualizado às 10h41
  • separator
  • 0
  • comentários

Em nota oficial assinada pelo presidente Roberto Gesta de Melo, a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) lamentou a morte do duas vezes medalhista olímpico Nelson Prudêncio, que também era vice-presidente da entidade. O ex-atleta morreu nesta sexta-feira, aos 68 anos, em decorrência de um câncer no pulmão e já se encontrava em coma irreversível. A confederação está de luto oficial por sete dias.

Nelson Prudêncio morreu nesta sexta-feira aos 68 anos
Nelson Prudêncio morreu nesta sexta-feira aos 68 anos
Foto: Gazeta Press

No texto, Gesta exalta Prudêncio como um "mestre", "companheiro leal" e "conselheiros das novas gerações". O presidente também diz que tentou convencer o ex-triplista a se candidatar ao comando da CBAt no passado, mas o convite foi recusado.

Nelson Prudêncio conquistou duas medalhas olímpicas no salto triplo: prata no México, em 1968, e bronze em Munique, em 1972 - além de ter sido recordista mundial da prova. Nascido em Lins, ele era professor da Universidade Federal de São Carlos. Em 2006, obteve o título de doutor em Atletismo, pela Universidade de Campinas.

Confira na íntegra a nota oficial da CBAt

O Brasil ficou menor. Em um País com poucos expoentes nas mais diferentes áreas de atividade, acabamos de perder uma das raras referências históricas de nosso desporto.

Deixou-nos o Mestre Nelson Prudêncio, duas vezes medalhista olímpico, recordista mundial do salto triplo, professor universitário, doutor, dirigente maior, conselheiro das novas gerações de desportistas, companheiro leal e participante sempre presente na luta pelo desenvolvimento da modalidade que tanto engrandeceu.

Educador nato, em todos os sentidos, homem de conciliação, jamais utilizava uma palavra áspera para se referir a pessoas ou fatos. Com sua fala cadenciada e pensamentos sempre elaborados com precisão, às vezes usando de fina ironia, transmitia com naturalidade seus conhecimentos e suas ideias, quer no exercício da cátedra quer no contato diário com aqueles que dele se acercavam.

Vice-Presidente incomparável da CBAt, convidei-o para ser Presidente da Entidade certo tempo atrás. Levei três amigos para procurar convencê-lo. Da forma fidalga que sempre o caracterizou, declinou da indicação. Uma pena, para quem tinha o perfil ideal para exercer qualquer função que escolhesse, em razão de sua formação completa. Ele fará muita falta aos novos dirigentes do Atletismo.

Homem de família, encontrou em sua esposa a companheira perfeita e nos filhos a sua continuidade como pessoas de bem.

Irei sempre me lembrar dele, e de alguns outros amigos diletos, como seres iluminados com quem tive o privilégio de conviver.

A CBAt está de luto oficial por 7 dias.

Roberto Gesta de Melo
Presidente da CBAt

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade