3 eventos ao vivo

Ex-coletor de lixo, Solonei domina maratona e conquista ouro

30 out 2011
14h47
atualizado às 15h43
Tarian Chaud
Direto de Guadalajara

O brasileiro Solonei Silva coroou, neste domingo, uma ascensão meteórica no atletismo ao conquistar a medalha de ouro na maratona dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. O atleta de 28 anos, que até ano passado era coletor de lixo, dominou com folga a prova mais longa do atletismo, com 42,195 km.

Veja todos os resultados do Pan
Confira o quadro de medalhas
Assista aos vídeos do Pan de Guadalajara
Veja todos os ouros conquistados pelo Brasil

O brasileiro, que costumava correr com sacos de lixo na mão e fugir de cachorros bravos em Penápolis, no interior de São Paulo, completou a prova em 2h16min37s. A segunda colocação ficou com o colombiano Diego Colorado, que cravou 2h17min13s, enquanto o também colombiano Juan Cardona ficou com o bronze, terminando em 2h18min20s.

"Eu não preciso nem dizer de onde eu vim, todo mundo sabe que eu sou lixeiro, mas estamos aqui representando o Brasil", disse, após cruzar a linha de chegada em primeiro, com a bandeira do País em mãos. "Se você tem potencial, você tem que correr atrás. Há dois anos eu sou profissional. Em dois anos, alcancei minha glória. Se Deus quiser, vou estar em Londres", complementou, de olho na Olimpíada de 2012.

Desta forma, mantem-se o predomínio brasileiro na maratona pan-americana, que já dura quatro edições. Antes de 2011, foram outros três ouros: Franck Caldeira, em 2007 (Rio de Janeiro) e Vanderlei Cordeira de Lima, em 2003 (Santo Domingo) e 1999 (Winnipeg). Antes, o País também venceu em 1987 (Indianápolis), com Ivo Machado Rodrigues.

No feminino, o Brasil também fez bonito na maratona: Adriana da Silva triunfou com uma impressionante arrancada nos quilômetros finais.

Solonei da Silva chegou a Guadalajara credenciado pelo bom desempenho na temporada. O atleta teve sua melhor performance em abril, quando venceu a Maratona de Pádova, na Itália, com tempo de 2h11min32s. Nenhum dos outros 20 concorrentes havia conseguido tal marca, suficiente para bater o recorde pan-americano pertencente portorriquenho Jorge Gonzalez: 2h12min43s

Na primeira das quatro voltas de 10 km em circuito fechado, Solonei permaneceu no bloco da frente, completando em 32min37s. Depois disso, disparou e dominou de longe, mostrando boa preparação, já que Guadalajara se situa a 1.500 m acima do mar e tem ar rarefeito, o que costuma complicar o desempenho físico de alto nível. Sua terceira parcial, por exemplo, foi a mais rápida: 31min23s.

O brasileiro chegou a abrir 1min16s de vantagem. Nos últimos 10 km da prova, baixou o ritmo, superando o cansaço e o calor de Guadalajara para conquistar a medalha de ouro com sobras. Já Jean da Silva, outro brasileiro na disputa, terminou com a nona colocação. O catarinense de Videira chegou a brigar pela liderança, teve tempo de 2h22min41s.

"Representamos o Brasil hoje (domingo). Infelizmente, o Jean não vai poder estar no pódio comigo", dizia Solonei, quando foi interrompido pelo outro brasileiro. "Estamos felizes porque a gente fez a nossa parte", disse Jean, também feliz pelo 48° ouro.

Pan 2011 no Terra

O Terra transmite simultaneamente até 13 eventos, ao vivo e em HD, dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara via web, tablets e celular.Com uma equipe com mais de 220 profissionais, a maior empresa de Internet da América Latina realiza a mais completa cobertura da competição que acontece de 14 a 30 de outubro, trazendo, direto do México, a reação dos atletas, detalhes da organização e toda a competição, com conteúdo em texto, fotos, vídeos, infográficos e muita interatividade. Nas redes sociais, você acompanha a cobertura dos Jogos na fanpage do Terra, e confere os bastidores em tempo real no Facebook e no Twitter.

Acesse também a cobertura em:

http://m.terra.com.br/guadalajara2011
http://tablet.terra.com.br/guadalajara2011
http://wap.terra.com.br/pan2011/
http://www.facebook.com/TerraBrasil

Fonte: Terra
publicidade