2 eventos ao vivo

Michael Johnson reclama de "vantagem injusta" de Pistorius

18 jul 2012
08h40
atualizado em 19/7/2012 às 11h28

A polêmica participação do atleta sul-africano biamputado, Oscar Pistorius, nos Jogos Olímpicos de Londres continua dando o que falar. Dessa vez, foi o ex-velocista americano Michael Johnson que se envolveu no tema. Na última terça-feira, em entrevista ao jornal The Telegraph, o atual detentor do recorde mundial dos 400 m rasos, prova na qual o sul-africano vai correr em Londres, afirmou que por terem uma "vantagem injusta" os atletas que usam próteses não deveriam disputar competições com atletas sem próteses.

» Saiba como assistir à Olimpíada no Terra
» Coloque as notícias sobre a Olimpíada no seu site
» Brigas e dramas: relembre grandes momentos olímpicos
» Saiba todos os detalhes dos atletas brasileiros que estarão em Londres

Para o americano, o simples fato de não haver uma posição se as próteses trazem vantagens ou não aos deficientes já torna a competição injusta aos atletas não deficientes.

Johnson, que se disse amigo pessoal do sul-africano, deixou claro que não é contra o fato do "indivíduo Pistorius" correr, e sim de qualquer atleta que use próteses e venha a competir com os atletas que não têm necessidades especiais.

O americano também relatou que admira que o "blade runner" (apelido de Pistorius) tenha coragem de correr contras atletas não deficientes e que, por esse motivo, é sempre difícil dar a sua opinião sobre esse caso.

Michael Johnson, bicampeão olímpico nos 400 m, ainda afirmou que não acredita que o sul-africano irá brigar por medalhas em Londres. Para o americano, Pistorius, que têm sua melhor marca na casa dos 45s, pode ir no máximo até as semi-finais, o que já seria um grande feito. Pra finalizar, o ex-atleta elogiou o sul-africano, dizendo que ele é não só uma grande pessoa como também um grande exemplo para os deficientes físicos de todo mundo.

Nascido sem as fíbulas devido a uma doença congênita, Pistorius teve as pernas amputadas abaixo dos joelhos aos 11 meses de idade. Usando próteses de fibras de carbono, o "blade runner" praticou rugby, pólo aquático e tênis, mas, aos 16 anos, encontrou na corrida o seu esporte. Campeão paralímpico e recordista mundial nos 100 m, 200 m e 400 m entre os deficientes, Pistorius chocou o mundo ao se classificar para a Olimpíada de Londres e se tornou o primeiro atleta biamputado da história a participar do maior evento esportivo do mundo.

Toda a polêmica sobre o "caso Pistorius" surgiu em 2007, quando estudos feitos na Universidade de Colônia, na Alemanha, concluíram que o sul-africano usa 25% a menos de energia que um atleta comum. Desde então, a participação do "blade runner" em provas com atletas não deficientes tem sido colocada em xeque.

Na capital britânica, o sul-africano vai participar das provas dos 400 m rasos além do revezamento 4x400 m.

Olimpíada ao vivo no Terra

O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmitirá ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres, de 27 de julho e 12 de agosto de 2012. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura conta com textos, vídeos, fotos, debates, participação do internauta e repercussão nas redes sociais.

atletismo

Oscar Pistorius será o primeiro atleta biamputado da história a participar dos Jogos Olímpicos
Oscar Pistorius será o primeiro atleta biamputado da história a participar dos Jogos Olímpicos
Foto: AFP

.f4v&poster=http://esportes.terra.com.br/jogos-olimpicos/londres-2012/infograficos/esportes/atletismo.jpg" name="flashvars">

Fonte: Terra
publicidade