0

Na chegada a Londres, "novo" Caldeira mira evolução para 2016

6 ago 2012
13h05
atualizado às 13h57
Emanuel Colombari
Direto de Londres

O brasileiro Franck Caldeira desembarcou nesta segunda-feira em Londres para a disputa da maratona masculina da Olimpíada de 2012, no domingo. Ao passar pelo Terminal-1 do Aeroporto de Heathrow por volta das 12h (horário local, 16h de Brasília), o fundista mineiro se declarou "um novo Franck" em relação ao que abandonou a prova na Olimpíada de 2008, em Pequim, mas demonstrou estar em busca de evolução de suas marcas para chegar ao auge em 2016, quando tentará disputar a maratona da Olimpíada do Rio de Janeiro.

» Escolha o esporte e assista aos vídeos da Olimpíada de Londres
» Saiba tudo sobre os medalhistas do Brasil em Londres
» Veja como foram as conquistas dos brasileiros
» Veja mapa e conheça tudo sobre o Parque Olímpico de Londres
» Confira a programação de ao vivo do Terra
» Veja a agenda e resultados dos Jogos de Londres

"É uma nova cabeça, um novo Franck, um novo atleta, que está mais maduro - agora, com objetivos de melhorar a marca na maratona, fazer realmente um trabalho voltado para 2016, para Olimpíada no Rio. Isso começa aqui. Vamos começar a trabalhar, buscar novos resultados aqui agora", disse em entrevista ao Terra, avaliando as mudanças dos últimos quatro anos. "Mudou também a performance: a gente incrementou algumas coisas especiais no treinamento, para que eu possa ter mais força e correr de igual com outros adversários".

O campeão da Corrida de São Silvestre de 2006 e da maratona dos Jogos Pan-Americanos de 2007 garantiu sua vaga para a Olimpíada de Londres em abril, ao conquistar o sexto lugar na Maratona de Milão com a marca de 2h12min03. Mesmo distante da melhor marca do ano na prova (2h04min23s do etíope Ayele Abshero), o brasileiro acredita conseguir andar próximo dos primeiros colocados se melhorar sua marca para, no máximo, 2h10min.

"A gente tem uma ideia de sempre melhorar. Mas o quanto, a gente não sabe. É importante analisar o dia da prova. A maratona é uma prova totalmente diferente de outras provas na Olimpíada - claro que todas têm suas dificuldades, mas a maratona requer temperatura, um dia especial para o atleta, clima, um trem de prova bacana, como os adversários vão correr. Tudo isso a gente tem que colocar no nosso plano para baixar a nossa marca em 42 km", disse Franck, que foi além e projetou evolução na capital inglesa.

"Acho que 1min40s, 2min é o que a gente tem de meta para tentar correr (melhor), já sair de Londres com uma marca de 2h10min, 2h09min e fazer um grande resultado. Chegaria bem próximo dos primeiros colocados com uma marca dessa, e eu ficaria muito feliz de voltar para casa com esse tempo", completou, sorridente.

Com seis dias de preparação para a maratona olímpica, Franck acredita ter "tempo suficiente" para neutralizar itens importantes na preparação, em especial a concentração. Até lá, segundo ele, os dias serão de conversa com o técnico Ricardo d'Angelo, que se encarregará de traçar o ritmo de prova e analisar o percurso.

"É um percurso um pouco complicado, muita curva. Mas não deixa de ser uma grande prova. O importante é que estamos na Olimpíada mais uma vez, firmes para representar o Brasil", disse ele, encerrando a preparação feita em Campinas (SP). "A gente fez coisas básicas, que está acostumado a fazer já. É soltar o treino agora, descansar e focar mais essa mentalização que o ciclo olímpico traz para o atleta, que é não apavorar no momento da largada e fazer uma grande prova. Acho que esse é o nosso objetivo agora", acrescentou.

Além de Franck Caldeira, o Brasil terá outros dois competidores na maratona masculina da Olímpiada de Londres: Marílson Gomes dos Santos e Paulo Roberto de Almeida Paula. A largada da prova acontece às 7h (de Brasília).

Na chegada, parabéns a Arthur Zanetti

Franck Caldeira desembarcou minutos após Arthur Zanetti conquistar a segunda medalha de ouro do Brasil em Londres 2012. Ao ser informado da conquista do ginasta brasileiro na final das argolas, Caldeira deu parabéns e viu motivação para que a torcida incentive os atletas.

"O Brasil estava precisando de mais um ouro. Já tínhamos um (Sarah Menezes, no judô), precisávamos de mais um. Que a torcida continue vibrando, torcendo para os atletas brasileiros. Essa e a motivação nossa de estar aqui, carregando milhões de brasileiros nas costas. O objetivo final é sempre fazer o melhor resultado. Parabéns, e vamos que vamos", declarou.

Olimpíada ao vivo no Terra
O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmite ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura conta com textos,vídeos,fotos, e participação do internautae repercussão no Facebook.Siga também a cobertura no Twitter e participe com a hashtag: #TerraLondres2012

Franck Caldeira diz querer melhorar sua marca em Londres
Franck Caldeira diz querer melhorar sua marca em Londres
Foto: Edson Lopes Jr. / Terra
Fonte: Terra
publicidade