1 evento ao vivo

Únicos atletas de Serra Leoa em Londres buscam medalha inédita

18 jul 2012
13h55
atualizado em 19/7/2012 às 10h42
MARINA NOVAES
Direto de Londres

Imagine ser a única esperança de todo um país para conquistar uma medalha olímpica. Esse é o desafio de Ibrahim Turay, 20 anos, e Ola Sesay, 33 anos, os dois únicos atletas de Serra Leoa, na África, na Olimpíada de Londres. O país, que foi devastado por uma sangrenta guerra civil que durou uma década (1992-2002), participou pela primeira vez dos Jogos Olímpicos em 1968, mas nunca conseguiu avançar muito, e ainda sonha em levar uma medalha inédita.

» Saiba como assistir à Olimpíada no Terra
» Coloque as notícias sobre a Olimpíada no seu site
» Brigas e dramas: relembre grandes momentos olímpicos
» Saiba todos os detalhes dos atletas brasileiros que estarão em Londres

"É uma grande responsabilidade. Nos sentimos honrados em estar aqui e poder representar nosso país, saber que todos em casa estarão torcendo por nós", disse Ibrahim, que competirá na categoria de 200 m rasos com o ídolo, o velocista jamaicano Usain Bolt.

Ele admite que é praticamente impossível não sentir a pressão de ser o único homem a representar a nação, mas acredita que a torcida da população trará "boas energias" durante as disputas. E, mesmo enfrentando, um rival de peso e de fama assustadora - Bolt é conhecido como o homem "mais rápido do mundo" -, o jovem diz estar focado nos treinos para não decepcionar. "Estamos treinando bastante. Sabemos que será uma disputa difícil, mas achamos que temos chances", avaliou.

Já Ola Sesay terá de enfrentar a brasileira campeã olímpica Maurren Maggi na categoria de salto em distância, o que também não é missão nada fácil - Maggi ganhou a medalha de ouro em 2008. Mas, apesar do desafio, a atleta, que há sete anos treina em Houston, nos Estados Unidos, comemora a chance de, aos 33 anos, poder participar da primeira Olimpíada, ainda mais sendo a única mulher a representar o país.

"Sou uma veterana estreante. É uma experiência única, somos abençoados", disse a competidora, que tem esperanças de conquistar uma medalha e entrar para a história do esporte na Serra Leoa. "Estou treinando muito. E faço minhas orações também, para manter a calma e o foco", explicou.

A dupla, que chegou na noite de terça (17) à Vila Olímpica, conversou com o Terra durante um passeio pela zona internacional, a área de lazer e serviços exclusiva para os atletas. Descontraídos, tiraram fotos ao lado da "tocha olímpica" que fica na entrada, mas logo se despediram para voltar aos treinos. Sem dinheiro, Serra Leoa contou com o patrocínio do comitê olímpico de Londres, que pagou passagens e hospedagem dos atletas.

Olimpíada ao vivo no Terra
O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmitirá ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres, de 27 de julho e 12 de agosto de 2012. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura conta com textos, vídeos, fotos, debates, participação do internauta e repercussão nas redes sociais.

Dois únicos atletas de Serra Leoa, país africano que viveu 10 anos de guerra, Ibrahim Turay e Ola Sesay querem entrar para a história do país e levar medalha inédita
Dois únicos atletas de Serra Leoa, país africano que viveu 10 anos de guerra, Ibrahim Turay e Ola Sesay querem entrar para a história do país e levar medalha inédita
Foto: Bruno Santos / Terra
Fonte: Terra
publicidade