0

Danica é muito brava, diz brasileiro da Indy

9 mar 2010
11h22
atualizado às 12h29

Estreante na Fórmula Indy, uma das categorias mais tradicionais do automobilismo, o brasileiro Mario Romancini, da equipe Conquest, comentou sobre a expectativa de correr em São Paulo e admitiu, em entrevista ao Terra Esportes TV, que a piloto americana Danica Patrick é mesmo "muito brava".

Aos 22 anos, Romancini correrá pela primeira vez na Indy. Ele chega à categoria após quatro anos no automobilismo. Em 2009, o paulista estava na Indy Lights, categoria de acesso. Com ele, seis outros brasileiros brigam pelo pódio na primeira prova da modalidade em São Paulo. São eles Hélio Castroneves, Bia Figueiredo, Mario Moraes, Raphael Mattos, Tony Kanaan e Vitor Meira. A primeira etapa da Indy será realizada neste domingo.

"Ela é bem brava. Já tiveram vários episódios com ela e discussões. Quando acontece alguma coisa na prova de o carro dela ser tocado ou algo parecido, ela levanta do carro, aponta o dedo. Não tenho relacionamento com ela. Não somos amigos, mas nos cumprimentamos nos bastidores. Ela tenta mostrar que não é por ser mulher que vai perder competitividade. Está lá de igual pra igual", afirmou Romancini, antes de dizer que, as mulheres da Indy não terão "colher de chá".

"Sempre que tem mulheres correndo é uma novidade. A Bia, a Danica, por exemplo. O assédio é grande, não é fácil pra elas. Se nós homens já temos que treinar bastante elas tem que fazer o dobro, mas é legal de ver, mostar que elas podem participar de igual pra igual. Mesmo assim, quando a gente está na pista, ninguém pensa se é mulher ou homem, não tem colher de chá", completou.

Romancini fez questão de elogiar a pista da capital paulista, primeiro circuito de rua a receber a Indy na América do Sul. "Evoluiu muito. Já está com cara de pista de corrida. Estive no sambódromo em janeiro, quando as obras começaram, mas como todo circuito de rua cada dia é uma evolução. Está quase tudo pronto e a tecnologia é fantástica. Estive com quem fez o desenho da pista. Estão usando uma tecnologia muito boa com os blocos e cercas para não escapar peças de carro no público. A pista está impecável. Comparando com o dos EUA, é um dos mais modernos que já vi", disse.

Fonte: Redação Terra
publicidade