0

Will Power vence em Toronto e dispara na Indy; Kanaan é 4º

18 jul 2010
15h52
atualizado em 19/7/2010 às 00h05

O australiano Will Power venceu mais uma vez na Fórmula Indy e disparou na liderança da categoria. O piloto da Penske largou na segunda colocação em Toronto, mas conseguiu a ultrapassagem em cima do pole, Justin Wilson, da Dreyer & Reinbold, restando 15 voltas para o final da décima etapa.

A vitória foi a quarta de Will na temporada. Antes de vencer no Canadá, o australiano já havia conquistado o posto mais alto do pódio também em São Paulo, São Petersburgo, na Flórida, e em Watkins Glen, que foi disputado em Nova York.

A segunda colocação ficou com o escocês Dario Franchitti, da Chip Ganassi, que se manteve na segunda colocação da categoria. Ryan Hunter-Reay, da Andretti, ficou em terceiro lugar, trazendo seu companheiro de equipe, o brasileiro Tony Kanaan, na quarta colocação após largar em oitavo.

A prova foi marcada por muitos acidentes e bandeiras amarelas. Logo na largada, o brasileiro Helio Castroneves ultrapassou o companheiro de equipe Will Power e ficou atrás do inglês Justin Wilson, da Dreyer and Reinbold. Pouco depois, Mario Moraes tocou em Takuma Sato, ambos pilotos da KV, causando o abandono do japonês e a primeira de muitas bandeiras amarelas na prova.

Com o safety car, todos os carros, exceto Paul Tracy e Vitor Meira, aproveitaram para fazer suas paradas. Nos boxes, Helinho ultrapassou Wilson e voltou à pista em terceiro, atrás dos dois que ainda não haviam abastecido.

Dessa forma, Castroneves seria o líder quando as posições voltassem ao normal, mas preferiu forçar a ultrapassagem em cima de Meira. Ele tocou atrás da AJ Foyt do compatriota e bateu forte nos pneus. Em seguida, Alex Lloyd também sofreu um acidente. Com a nova bandeira amarela, o pit stop de Paul Tracy foi adiado, e o canadense liderava a prova em casa.

Após as paradas de Tracy e Meira, Dario Franchitti, da Ganassi, chegou à ponta perseguido de perto por Power. Na volta 55, o escocês parou. Na seguinte, Wilson e Power também reabasteceram e, na saída, o líder do campeonato errou e foi ultrapassado pelo britânico.

Ernesto Viso, da KV, também foi aos muros e, na relargada, Power foi mais esperto e alcançou a liderança da corrida, que foi mantida até o fim.

Confira o resultado final do Grande Prêmio de Toronto:

P Piloto (nacionalidade) Equipe Diferença
1º Will Power (AUS) Penske 85 voltas
2º Dario Franchitti (ESC) Chip Ganassi 1.2757
3º Ryan Hunter-Reay (EUA) Andretti Autosport 1.7605
4º Tony Kanaan (BRA) Andretti Autosport 3.5382
5º Graham Rahal (EUA) Newman Haas Racing 9.7349
6º Danica Patrick (EUA) Andretti Autosport 11.9439
7º Justin Wilson (ING) Dreyer & Reinbold Racing 12.3783
8º Marco Andretti (EUA) Andretti Autosport 16.3360
9º Simona de Silvestro (SUI) HVM Racing 21.5321
10º Dan Wheldon (ING) Panther Racing 23.1537
11º Vitor Meira (BRA) A J. Foyt Racing 25.8960
12º Hideki Mutoh (JAP) Newman Haas Racing 26.2878
13º Paul Tracy (CAN) KV Racing Technology + 1 volta
14º Mario Moraes (BRA) KV Racing Technology + 1 volta
15º Tomas Scheckter (AFS) Dreyer & Reinbold Racing + 1 volta
16º Bertrand Baguette (BEL) Conquest Racing + 1 volta
17º Alex Tagliani (CAN) FAZZT Race Team + 1 volta
18º Ryan Briscoe (AUS) Penske + 2 voltas
19º Ernesto José Viso (VEN) KV Racing Technology + 3 voltas

Não completaram a prova

20º Scott Dixon (NZL) Chip Ganassi Acidente
21º Raphael Matos (BRA) De Ferran Dragon Racing Acidente
22º Mario Romancini (BRA) Conquest Racing Acidente
23º Alex Lloyd (ING) Dale Coyne Racing Acidente
24º Helio Castroneves (BRA) Penske Acidente
25º Takuma Sato (JAP) KV Racing Technology Acidente
26º Milka Duno (VEN) Dale Coyne Racing Problemas mecânicos

Com informações da Gazeta Press

Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade
publicidade