0

Acidente no fim tira Bruno Senna e Felipe Massa de GP da Austrália

18 mar 2012
06h17
atualizado às 09h13

Os brasileiros Felipe Massa, da Ferrari, e Bruno Senna, da Williams, tiveram estreias aquém das esperadas na temporada 2012 da Fórmula 1. Um acidente entre eles na 48ª volta do Grande Prêmio da Austrália, neste domingo, em Melbourne, fez com que os dois abandonassem a prova antes do fim, sem a possibilidade de pontuarem no Circuito de Albert Park.

» Faça um tour virtual pelo circuito do GP da Austrália
» Conheça todos os carros apresentados para a temporada

O choque aconteceu na Curva 3, à direita, quando Bruno Senna tentava tomar o 13º lugar de Massa. Após investir pelo lado de fora da curva e levar vantagem na tangência, o piloto da Williams acabou sendo tocado pela Ferrari do compatriota. Massa recolheu o carro pouco depois, enquanto Bruno tentou trocar o bico de seu monoposto, abandonando a prova a seis voltas do fim.

O acidente não foi o primeiro no qual Bruno Senna se envolveu neste domingo, na Austrália. O brasileiro da Williams, que largou em 14º, se enroscou com o australiano Daniel Ricciardo (Toro Rosso) logo na Curva 1 e escapou. Ambos tiveram seus bicos danificados, e Bruno teve que fazer o primeiro de seus quatro pit stops. Após a prova, Ricciardo evitou questionar Bruno sobre o choque.

"Na largada, eu me envolvi em um acidente. Naquele momento, não entendi o que aconteceu ou quem culpar. Fiz uma boa largada e fui pelo lado de fora, mas havia muita gente ali. Atingi com um pouco de força pela esquerda uma Williams e tive que ir para os boxes e trocar minha asa dianteira", disse Ricciardo após a prova.

Em corrida de recuperação, Bruno chegou às últimas voltas brigando por posições com Felipe Massa - que chegou a andar em oitavo lugar após largar do 16º posto. Em entrevista à Rede Globo após a corrida, o brasileiro da Williams deu a entender que acreditava ter oferecido espaço suficiente para Massa tangenciar na entrada da Curva 4, mas despistou sobre um possível "empurrão" do rival da Ferrari na manobra.

"Eu acho que foi um acidente de corrida. Eu consegui sair melhor da Curva três do que ele. Ele e o Ricciardo estavam brigando. Não sei se o Ricciardo empurrou ele ou não, mas eu deixei espaço para ele por dentro. Acho que ele acabou enconstando em mim, a gente prendeu o carro um no outro e aí já era. Não tinha muito o que fazer, mas corrida é assim e não tem muito jeito", disse Bruno Senna, que foi além.

"Se ele deu uma empurrada, foi azar para os dois, porque acabou estragando a corrida dos dois. Enfim, isso é coisa que acontece", completou. No fim da corrida, a organização da prova ainda oficializou uma investigação em torno da colisão.

A Ferrari, por sua vez, optou por um comunicado bastante diplomático em seu site oficial. "Felipe Massa teve pouca sorte e, depois de conquistar diversas posições em relação a sua largada, precisou abandonar com uma suspensão quebrada decorrente de uma colisão com a Williams de Bruno Senna", anunciou a equipe, em nota em inglês.

Com informações Gazeta Esportiva

Brasileiro da Williams foi tocado por Ricciardo na largada; no fim, se enroscou com Massa
Brasileiro da Williams foi tocado por Ricciardo na largada; no fim, se enroscou com Massa
Foto: Getty Images
Fonte: Terra
publicidade