0

Alonso reconhece domínio da Red Bull: "são inalcançáveis"

18 mai 2010
09h23
atualizado às 12h20

Terceiro colocado no Mundial de Fórmula 1, o espanhol Fernando Alonso disse que os líderes da competição, os pilotos da Red Bull, Sebastian Vettel e Mark Webber são impossíveis de serem alcançados no momento, em entrevista ao jornal italiano La Stampa. O espanhol acredita que a Ferrari só poderá competir em condições de igualdade com a equipe rival a partir do GP da Europa, daqui a duas corridas.

Após largar na última posição e terminar em sexto lugar, Alonso afirmou que fez a melhor corrida da temporada nas ruas de Monte Carlo. Humilde, o companheiro de Felipe Massa deu todos os méritos do seu desempenho no domingo para os engenheiros da Ferrari, que precisaram reconstruír um carro que estava todo destruído depois do acidente no treino livre de sábado.

A ultrapassagem de Schumacher na última curva do grande prêmio, em bandeira amarela, foi ironizada por Alonso. O espanhol declarou que sabia que não brigar por posições com ninguém e que não ficou irritado com a manobra do piloto alemão, pois sabia que seria penalizado.

Sobrou também para Lucas di Grassi. Alonso disse que o piloto da Virgin evitou a ultrapassagem pensando que estivesse disputando o título mundial. O piloto da Ferrari lamentou o tempo perdido atrás do brasileiro.

Três pontos atrás de Vettel e Webber, o espanhol vai tentar recuperar a liderança da competição no GP da Turquia, que será disputado dia 30 de maio. O bicampeão afirmou que um campeonato de 19 corridas será conquistado por quem for mais o mais forte.

Alonso saiu da última posição e terminou em sexto lugar em Mônaco
Alonso saiu da última posição e terminou em sexto lugar em Mônaco
Foto: AP
Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade