Após 1º semestre "fraco", Massa espera manter reação em 2013

atualizado em 18/7/2013 às 12h45
  • separator
  •  
  • comentários
EMANUEL COLOMBARI
Direto de São Paulo

A temporada de 2012 da Fórmula 1 termina de forma bastante peculiar para Felipe Massa. Nas primeiras dez corridas do ano, o brasileiro somou apenas 23 pontos e andou bem distante de seu companheiro de Ferrari, Fernando Alonso - com três vitórias na primeira metade do calendário, o espanhol chegou a liderar o Mundial na metade do calendário, com 154 pontos após o Grande Prêmio da Alemanha, contra 120 de Mark Webber e 110 de Sebastian Vettel.

» De "reta curva" a sabão no banheiro; veja gafes de Galvão na F1

Daí em diante, porém, Alonso perdeu força, Vettel assumiu a primeira posição e Massa se recuperou. Antes candidato à dispensa, o brasileiro teve seu contrato renovado, somando 84 pontos em nove corridas. Mesmo longe da disputa pelo título da temporada, o próprio Massa acredita que o segundo semestre possa dar a ele o impulso necessário para conquistar o sonhado título mundial que deixou escapar em casa, em 2008.

"Na segunda parte do ano, consegui fazer o que deveria fazer na primeira metade do ano", analisou ele nesta sexta-feira, em conversa com jornalistas brasileiros após o quarto lugar no segundo treino livre para o Grande Prêmio do Brasil - Alonso foi quinto. "Estou bem satisfeito com o meu trabalho de agosto até aqui. Todo mundo começa (a próxima temporada) com zero ponto. Não aprendi a dirigir agora", completou.

Em sua análise de 2012, Massa não escondeu ter achado sua primeira metade do calendário "fraca". Desta forma, permitiu que Alonso se destacasse pelo desempenho no ano e ganhasse a preferência dentro do time para brigar pelo título - o que espera reverter em 2013. Agora, segundo ele, o momento é de ajudar o espanhol no Brasil, onde ele tem que reverter uma desvantagem de 13 pontos (273 contra 260) para o líder Sebastian Vettel.

Correndo em casa, Massa se dispõe a ajudar, como fez com Kimi Raikkonen em 2007 - o finlandês, então na Ferrari, foi campeão mundial porque Massa cedeu a ele a vitória em Interlagos. "Não tenho muito o que ensinar para ele. Se eu puder ajudar, não tenho problema nenhum em falar para ele", argumentou.

Massa reagiu na segunda temporada de 2012
Massa reagiu na segunda temporada de 2012
Foto: AFP
Terra

compartilhe

publicidade
publicidade