0

Após "tirar o pé" por Alonso, Massa crê que poderia alcançar Webber

14 out 2012
06h09
atualizado às 07h13

O brasileiro Felipe Massa foi um dos destaques do Grande Prêmio da Coreia do Sul de Fórmula 1, na madrugada deste domingo, e comemorou o desempenho na prova. Ele encerrou a corrida na quarta colocação, mas acha que era possível alcançar o australiano Mark Webber, segundo colocado, se não tivesse diminuído o ritmo para não ameçar Fernando Alonso, dono do terceiro posto e seu companheiro na Ferrari.

Quarto colocado na Coreia, Massa não foi liberado para disputar posição com Alonso
Quarto colocado na Coreia, Massa não foi liberado para disputar posição com Alonso
Foto: Getty Images

» Vettel lidera; confira classificação atualizada do Mundial
» Massa é 4º; veja resultado do GP da Coreia do Sul
» Com grid girls e famosas, veja 100 fotos de mulheres na F1

Mesmo sem ser atacado por Massa, que passou o trecho final todo de corrida contendo seu ritmo para manter distância, Alonso perdeu a ponta do Mundial de F1. O novo líder da temporada é o alemão Sebastian Vettel, que venceu a corrida desta madrugada e assumiu a primeira colocação da tabela.

"A corrida foi muito boa, o carro estava perfeito, estava muito feliz e consegui ultrapassar carros importantes no começo, o que me deu a possibilidade de usar o meu ritmo do começo até o final da corrida", disse Massa. "Estou muito feliz porque saí do carro sabendo que consegui tirar tudo dele e que cada ponto hoje é importante para a Ferrari para o Alonso disputar o campeonato", completou.

Apesar da felicidade pelo ritmo apresentado durante toda a corrida, o brasileiro da Ferrari acha que era possível brigar até pela segunda colocação se não tivesse tirado o pé para beneficiar Alonso. Massa encerrou a prova 11 s atrás do australiano Mark Webber, segundo colocado.

"Acho que era possível sim, eu não estava atrás dele sozinho, tentando atacar. Mas o ritmo era bom para isso", concluiu o brasileiro, que deu mais um importante passo para renovar seu contrato com a Ferrari. Na última semana, ele quebrou um jejum de quase dois anos sem subir ao pódio e foi o segundo colocado do GP do Japão.

Ferrari compara ritmo dos pilotos:

Em nota publicada em seu site oficial depois da corrida, a Ferrari admitiu que Felipe Massa chegou a ser mais rápido do que Fernando Alonso na parte final da prova. Elogiando ambos os pilotos, a escuderia avaliou que ambos tiveram uma exibição "perfeita".

"Com 18 voltas para o fim, a diferença entre os dois F2012 (Alonso e Massa) caiu dramaticamente para 1,4 s na volta 37", escreveu a equipe, lembrando que na sequência "a diferença flutuou entre 2,2 s e 1,5 s" até terminar em 6,2 s favorável ao piloto espanhol.

Durante a corrida, a Ferrari ainda ressaltou no Twitter em um certo momento que Massa era "o único a alcançar o ritmo de Sebastian Vettel", da Red Bull, que dominou a corrida.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

publicidade