0

Barrichello elogia "alemãozinho" e diz: "merecemos estar na F1"

6 nov 2010
18h48
atualizado às 22h18

Com o melhor tempo do treino classificatório para o Grande Prêmio do Brasil, Nico Hulkenberg conseguiu a primeira pole de sua carreira e quebrou um jejum de cinco anos para a Williams. Diante dos feitos, o brasileiro Rubens Barrichello elogiou o companheiro de 23 anos e disse que ambos merecem permanecer na Fórmula 1 em 2011.

Desempenho de Hulkenberg (dir.) foi elogiado por Barrichello
Desempenho de Hulkenberg (dir.) foi elogiado por Barrichello
Foto: Reuters

"Hoje, o alemãozinho conseguiu tirar tudo do carro. Ele está com um sorriso que vai daqui até o box. Eu dei um abraço honesto nele. Foi uma surpresa alem do imaginável a pole do Nico. Essas situações estão lá para você abraçar com ambos os braços, e meu companheiro abraçou melhor do que todo mundo", afirmou.

Com 38 anos e 305 corridas no currículo, Barrichello ainda não confirma publicamente sua permanência na Williams, mas já estaria praticamente com tudo acertado. Desta forma, a continuidade de Hulkenberg, que disputa sua temporada de estreia na Fórmula 1, fica ameaçada.

"Ele está de parabéns e eu fiquei feliz. Com todos esses rumores que estão aparecendo, ele merece estar na Fórmula 1 e eu espero que esteja no ano que vem", disse Barrichello. "Nós dois merecemos estar na Fórmula 1 no ano que vem", acrescentou o brasileiro, com um sorriso no rosto.

Apesar do tom elogioso, ele não demonstrou entusiasmo sobre a possibilidade de Hulkenberg repetir a surpresa no domingo. "Ele tem um dom natural e merece estar na Fórmula 1, mas é cedo para dizer que tem maior chance de ganhar amanhã, a não ser que uma situação como a de hoje aconteça. Todos que lutam pelo título podem vencer", afirmou.

O brasileiro Felipe Massa, nono colocado no grid, também elogiou a surpreendente pole do alemão. "A primeira pole é incrível, uma coisa sensacional. Eu me lembro muito bem da minha primeira, na Turquia. A pole do Hulkenberg foi fantástica. Ele fez tudo perfeito e conseguiu uma grande volta, já que o carro permitiu nessas condições", disse o ferrarista.

Já Lucas Di Grassi, da Virgin, ex-concorrente de Hulkenberg na GP2, foi mais comedido. "É claro que surpreende e ele fez um ótimo trabalho, mas em condições de pista secando, como hoje, é fácil você conseguir estar na hora certa e no lugar certo para ter um bom resultado", declarou.

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

publicidade