0

Com Galvão de "advogado", brasileiros pontuam mesmo após problemas

4 nov 2012
13h25
atualizado às 14h32

Os brasileiros Felipe Massa e Bruno Senna enfrentaram problemas ao longo do GP de Abu Dhabi, mas conseguiram se recuperar e marcaram pontos. O piloto da Ferrari rodou em uma disputa de posição com Mark Webber e terminou em sétimo. O da Williams foi tocado pelo alemão Nico Hulkenberg na primeira volta e chegou em oitavo.

» Confira o resultado do Grande Prêmio de Abu Dhabi de Fórmula 1
» Diferença de Vettel para Alonso cai para 10 pontos; veja classificação
» De "reta curva" a sabão no banheiro; veja gafes de Galvão na F1

Os acidentes irritaram o narrador Galvão Bueno, que sempre manifesta seu apoio aos competidores brasileiros, não importa o esporte que ele esteja transmitindo pela Rede Globo. Na manhã deste domingo, atuou como "advogado" dos dois pilotos.

Quando Bruno foi tocado por Nico Hulkenberg na largada, Galvão imediatamente lembrou que o alemão esteve cotado para substituir Massa na Ferrari e ironizou. "As pessoas se encantam muito fácil. Hulkenberg está longe de ser um grande piloto e longe de ser um piloto pronto", afirmou. Sobrou até para a imprensa. "Vivemos em uma era em que todo mundo quer ser o dono da notícia. Escreve-se muita bobagem", acrescentou.

Ele também falou da situação de Bruno Senna na Williams. Lembrou que a equipe já teria decidido não renovar seu contrato e disse que Pastor Maldonado, outro piloto do time, só está lá por causa do patrocínio do governo venezuelano. O mais cotado para substituir o brasileiro, Valtteri Bottas, foi chamado de "apadrinhado por um executivo da Williams", em referência a Toto Wolff, co-proprietário da empresa que agencia a carreira do finlandês.

Felipe Massa rodou ao disputar posição com Mark Webber, da Red Bull, e Galvão criticou a atitude do australiano, que voltou à pista de forma brusca. "Webber abriu a caixa de ferramenta. Ele não é disso, mas abriu", afirmou.

No acidente que envolveu Mark Webber, da Red Bull, Sergio Pérez, da Sauber, e Romain Grosjean, da Lotus, Galvão exaltou como "Felipe conseguiu escapar da batida".

Hulkenberg não escapou das críticas de Galvão Bueno após tocar em Bruno Senna
Hulkenberg não escapou das críticas de Galvão Bueno após tocar em Bruno Senna
Foto: EFE
Fonte: Terra
publicidade