1 evento ao vivo

FIA espera que caso da Mercedes sirva de exemplo para outras equipes

22 jun 2013
14h32
atualizado às 16h06
  • separator
  • 0
  • comentários

O caso dos testes secretos entre Mercedes e Pirelli teve um desfecho na sexta-feira, quando a Federação Internacional de Atletismo (FIA) anunciou punição à equipe um dia depois do julgamento no Tribunal Internacional. A partir de agora, a entidade espera que todas as equipes da Fórmula 1 tomem o episódio como exemplo e garante maior vigilância nos testes.

<p>Após julgamento, Mercedes foi punida pela FIA</p>
Após julgamento, Mercedes foi punida pela FIA
Foto: Reuters

"A FIA espera que lições tenham sido aprendidas a partir deste caso e desta decisão tomada. Para este fim, a FIA irá certificar-se, em associação com todas as equipes da F1, que o controle dos testes será mais rigoroso", disse comunicado oficial emitido no site da Fórmula 1.

Segundo o veredito final, a Mercedes está proibida de participar dos testes de jovens pilotos, que será realizado nos dias 17 e 19 de julho, em Silverstone, na Inglaterra. A decisão foi tomada após audiência com duração de sete horas no Tribunal Internacional da FIA, em Paris.

Uma das equipes que denunciou os testes secretos entre Mercedes e Pirelli, a Ferrari não esconde a insatisfação com a punição dada à escuderia alemã. Na coluna "Encantador de Cavalos" do site, o time de Maranello expressou o desapontamento com a pena branda recebida pelos rivais.

"É um pouco desconcertante, para dizer o mínimo, ver que o culpado pode sair praticamente livre por ter obtido uma vantagem esportiva injusta", lamentam os italianos. "Não me digam que testar por três dias sozinha no circuito da Catalunha é o mesmo que fazê-lo com outras nove equipes em Silverstone, com uma série de jovens aspirantes ao volante, em uma área onde o tempo ainda pode ser mutável mesmo longe do verão", completa.

Além disso, a Ferrari questiona qual teria sido o desfecho se o caso fosse descoberto após os testes com aspirantes, programado entre os dias 17 e 19 de julho. "E se todo esse incidente tivesse ocorrido após o teste de jovens pilotos, qual teria sido a pena, então? Será que eles seriam proibidos de realizar um jantar de final de ano?", ironiza.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade