0

Grave acidente de Bianchi marca a vitória de Hamilton no GP do Japão

5 out 2014
08h39
atualizado às 09h35

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) não pôde comemorar sua vitória na madrugada deste domingo no Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1, disputado em Suzuka e que foi interrompido na volta 46 depois de um grave acidente com o francês Jules Bianchi, levado inconsciente para o hospital.

Felipe Massa, que largou em quarto, terminou a prova em sétimo lugar.

As saídas da pista dos carros de Adrian Sutil (Sauber) e de Bianchi (Marusia), quando faltavam poucas voltas para o final, provocaram a interrupção definitiva da corrida, que foi disputada sob uma forte chuva. No entanto, como foram completadas 46 das 53 voltas previstas, o total dos pontos em jogo foram repartidos.

O GP terminou com mais uma dobradinha da Mercedes, com a 8º vitória de Hamilton, que ficou a frente dos alemães Nico Rosberg (Mercedes) e Sebastian Vettel (Red Bull).

No pódio, no entanto, não houve a tradicional comemoração com champanhe devido às preocupações com o estado de saúde de Bianchi, cujo carro chocou com um guindaste que estava retirando a Sauber de Sutil na volta 44.

O francês foi levado para o centro médicos e posteriormente transferido para um hospital.

As imagens do acidente de Bianchi não foram exibidas nos telões do circuito.

"O piloto não está consciente e foi levado para o hospital de ambulância porque o helicóptero não podia sair nessas condições climáticas", informou Matteo Bonciani, porta-voz da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

"Por ora, não podemos dizer mais nada", acrescentou.

Sutil presenciou o acidente de Bianchi na curva Dunlop.

"Acabei batendo contra o muro. Eu me levantei e os oficiais tentaram me tirar do carro. Jules (Bianchi) estava na mesma zona e perdeu o controle do carro dele. Não tenho mais informações. Todos estamos conscientes da situação. Mas ele está em boas mãos", resumiu o alemão.

Até este dramático acidente, a corrida transcorria com uma bela atuação de Hamilton, que soma assim sua terceira vitória consecutiva, e ganha uma vantagem de dez pontos sobre Rosberg.

Como se previa, as chuvas provocadas pela chegada do tufão Phanfone atrapalhou o bom andamento da prova, que foi interrompida várias vezes por causa da água na pista.

3. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) 29.122

4. Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-Renault) 38.818

5. Jenson Button (GBR/McLaren-Mercedes) 1:07.550

6. Valtteri Bottas (FIN/Williams-Mercedes) 1:53.773

7. Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes) 1:55.126

8. Nico Hülkenberg (ALE/Force India-Mercedes) 1:55.948

9. Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso-Renault) 2:07.638

10. Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes) a 1 volta

11. Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso-Renault) a 1 volta

12. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) a 1 volta

13. Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari) a 1 volta

14. Kevin Magnussen (DEN/McLaren-Mercedes) a 1 volta

15. Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) a 1 volta

16. Pastor Maldonado (VEN/Lotus-Renault) a 1 volta

17. Marcus Ericsson (SWE/Caterham-Renault) a 1 volta

18. Max Chilton (GBR/Marussia-Ferrari) a 1 volta

19. Kamui Kobayashi (JPN/Caterham-Renault) a 1 volta

20. Jules Bianchi (FRA/Marussia-Ferrari) a 3 voltas

21. Adrian Sutil (ALE/Sauber-Ferrari) a 4 voltas

Fernando Alonso (ESP/Scuderia Ferrari): 3ª volta

Adrian Sutil (ALE/Sauber): 44ª volta (classificado)

Jules Bianchi (FRA/Marussia): 45ª volta (classificado)

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade