0

Hamilton vence nos EUA, Alonso sobe no pódio e adia tri de Vettel

18 nov 2012
18h40
atualizado às 19h33

Não foi neste domingo que Sebastian Vettel se sagrou tricampeão mundial de Fórmula 1. O alemão foi ultrapassado no final do Grande Prêmio de Austin, nos Estados Unidos, ficou com a segunda colocação e aumentou ligeiramente a vantagem sobre o espanhol Fernando Alonso, que fez boa largada para ganhar algumas posições e terminar em terceiro, impedindo que o adversário abrisse os 25 pontos de vantagem necessários para garantir matematicamente a conquista da temporada. Assim, o Mundial de pilotos será definido somente no próximo final de semana no Brasil, em Interlagos.

Para vencer o GP no Circuito das Américas neste domingo, Hamilton impediu que Vettel se desgarrasse na primeira colocação e ultrapassou o garoto prodígio da Red Bull a 14 voltas para o final da corrida. O inglês concluiu a 19ª e penúltima etapa do calendário em 1h35min55s269, com 0s6 de vantagem sobre o alemão atual bicampeão da F1. Alonso ficou muito mais atrás: a 39s229.

Além de Alonso, quem fez boa prova de recuperação foi Felipe Massa. Embora tenha conquistado o direito de largar da sexta posição neste domingo, o ferrarista saiu em 11º após ter a caixa de câmbio trocada - em manobra de paddock que beneficiou o colega espanhol -, mas se recuperou para fechar a prova em quarto. O outro brasileiro no grid, Bruno Senna, terminou em décimo.

Se não pôde ter comemorado o título em Austin, no Texas, Vettel ficou extremamente próximo de garantir a taça. Ele chegou aos 273 pontos na classificação geral contra 260 de Alonso. Para que o espanhol da Ferrari tire o tricampeonato do alemão da Red Bull, precisará vencer o Grande Prêmio do Brasil no próximo domingo e torcer para Vettel ficar pelo menos em quinto. Outra possibilidade para o asturiano é terminar em segundo em Interlagos e o alemão concluir em oitavo.

Vettel, que chegou aos EUA com dez pontos de frente em relação a Alonso no Mundial de pilotos, fez a sua parte. Manteve a soberania apresentada durante todos os treinos e soube se defender das investidas de Hamilton, especialmente na metade final do GP. Por sua vez, Alonso contou com vários aspectos de sorte para se manter na briga pelo título da temporada: nono classificatório de sábado, avançou duas posições no grid por conta das trocas de câmbio de Romain Grosjean e Felipe Massa, saiu no lado limpo da pista e ganhou três posições logo na largada.

Alonso ainda foi beneficiado na volta 17 pela quebra do australiano Mark Webber, companheiro de Red Bull de Vettel, e poderia até ter subido ao pódio na terceira colocação. Entretanto, um problema no pit stop - a roda esquerda traseira custou a sair - deixou o espanhol mais distante do primeiro pelotão.

Enquanto isso, Hamilton pressionou Vettel durante toda a corrida. A ultrapassagem que garantiu mais uma vitória ao inglês campeão da temporada de 2008 da Fórmula 1 veio na volta 42: mais rápido que o adversário, o inglês conseguiu realizar uma boa manobra para, em seguida, administrar a frente e assegurar o triunfo.

O circo da Fórmula 1 agora cruza o continente americano e desembarca nesta semana em São Paulo. No domingo será realizado o Grande Prêmio do Brasil, que voltará a abrigar uma decisão da temporada pela primeira vez desde 2009, quando Jenson Button ficou com o título.

Red Bull campeã de construtores

Se o Mundial de pilotos teve a definição adiada para o Brasil, a Red Bull ao menos comemorou o título de construtores da temporada 2012. Mesmo com a desistência de Mark Webber, a escuderia austríaca se sagrou tricampeã ao alcançar os 440 pontos, sem poder mais ser alcançada pela Ferrari, que pulou para 367. No melhor cenário possível para os ferraristas em Interlagos, o time vermelho chegaria aos 414.

Confira a classificação final:

1. Lewis Hamilton (ING/McLaren): 56 voltas em 1h35min55s269
2. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull): a 0s600
3. Fernando Alonso (ITA/Ferrari): a 39s200
4. Felipe Massa (BRA/Ferrari): a 46s00
5. Jenson Button (ING/McLaren): a 56s400
6. Kimi Raikkonen (FIN/Lotus): a 1min04s400
7. Romain Grosjean (FRA/Lotus): a 1min10s300
8. Nico Hulkenberg (ALE/Force India): a 1min13s700
9. Pastor Maldonado (VEN/Williams): a 1min14s500
10. Bruno Senna (BRA/Williams): a 1min15s100
11. Sergio Perez (MEX/Sauber): a 1min24s300
12. Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso): a 1min24s800
13. Nico Rosberg (ALE/Mercedes): a 1min25s800
14. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber): a 1 volta
15. Paul di Resta (ESC/Force India): a 1 volta
16. Michael Schumacher (ALE/Mercedes): a 1 volta
17. Vitaly Petrov (RUS/Caterham): a 1 volta
18. Heikki Kovalainen (FIN/Caterham): a 1 volta
19. Timo Glock (ALE/Marussia): a 1 volta
20. Charles Pic (FRA/Marussia): a 2 voltas
21. Pedro de la Rosa (ESP/HRT): a 2 voltas
22. Narain Karthikeyan (CHN/HRT): a 2 voltas

Não completaram:

Mark Webber (AUS/Red Bull): na volta 17
Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso): na volta 15
























Hamilton se intrometeu na disputa Vettel x Alonso e venceu no Texas
Hamilton se intrometeu na disputa Vettel x Alonso e venceu no Texas
Foto: Getty Images
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade