3 eventos ao vivo

Horner minimiza desobediência de Vettel, mas admite desconfiança

25 mar 2013
09h11
atualizado às 10h35
  • separator
  • 0
  • comentários

A dobradinha da Red Bull no último Grande Prêmio da Malásia deixou um gosto amargo nos bastidores da equipe, em virtude da desobediência do alemão Sebastian Vettel a uma ordem da equipe. O chefe da escuderia, Christian Horner, taurina tentou minimizar a questão, embora tenha reconhecido uma relação de desconfiança entre os pilotos.

Contrariando as ordens da equipe, Vettel atacou o companheiro Mark Webber para conquistar a primeira colocação e não agradou nenhum pouco o australiano. "Eu e ele (Vettel) já tivemos uma conversa e, tendo em conta a emoção e o tempo para refletir, vamos conversar outra vez antes da próxima corrida", garantiu Horner.

<a data-cke-saved-href="http://www.terra.com.br/esportes/infograficos/carro-mais-bonito-duelo/iframe.htm" href="http://www.terra.com.br/esportes/infograficos/carro-mais-bonito-duelo/iframe.htm">veja o infográfico</a>

O dirigente tentou apaziguar o clima de tensão, mas admitiu que a relação entre Vettel e Webber já vem abalada desde um incidente em 2010, quando os dois acabaram se tocando na briga por posições e o germânico foi o mais prejudicado, na etapa da Turquia daquela temporada. Apesar disso, Horner acredita em um respeito mútuo.

"Vamos ser sinceros aqui. Nunca houve uma grande dose de confiança entre os dois desde Istambul, em 2010. Mas há um respeito e uma relação leal entre os dois. Na última corrida no Brasil, foi pedido a Mark para manter sua posição e começar a correr por ele. Porém, essas coisas acontecem", afirmou.

Por fim, Horner tentou minimizar a questão ao ressaltar o espirito competidor dos representantes da Red Bull na pista. "Eles são pilotos e vão acelerar até o limite. Isso faz parte do DNA deles. É por isso que nós assinamos com eles, para que eles façam o trabalho que têm feito, e é porque eles estão fazendo isso bem que estão lado a lado nos últimos cinco anos", encerrou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade