4 eventos ao vivo

Morre ex-mecânico da Ferrari afastado da F1 por espionagem

2 mai 2014
15h26
atualizado às 15h42
  • separator
  • comentários

Nigel Stepney, ex-mecânico da Ferrari, morreu nesta sexta-feira em um acidente de trânsito. Segundo informações do grupo automobilístico JRM, para o qual trabalhava, Stepney não resistiu as ferimentos de uma batida de automóvel na cidade de Kent, no sul da Inglaterra. A polícia ainda investiga as causas do acidente.

Nigel Stepney foi demitido da Ferrari em 2007, após repassar informações confidenciais para a McLaren; equipe inglesa perdeu pontos da temporada, enquanto mecânico foi demitido
Nigel Stepney foi demitido da Ferrari em 2007, após repassar informações confidenciais para a McLaren; equipe inglesa perdeu pontos da temporada, enquanto mecânico foi demitido
Foto: Getty Images

Em comunicado, a companhia disse que Stepney, 56 anos, deixa a mulher, Ash, e uma filha, Sabine. O mecânico exercia as funções de gerente e diretor técnico de sua equipe de corridas.

Stepney foi contratado pela JRM em 2010 após uma longa carreira na Fórmula 1 que acabou manchada em 2007 por acusações de que espionou a Ferrari quando era mecânico dessa escuderia em benefício da McLaren.

Um tribunal italiano o condenou a um ano e oito meses de prisão por sabotagem, espionagem industrial e fraude esportiva, e, apesar de não ter chegado a cumprir pena, não voltou a trabalhar na Fórmula 1, lembrou a rede britânica BBC.

"Desde o momento em que Nigel se uniu à JRM em 2010, foi um membro de vital importância para a equipe e trouxe um nível de experiência em engenharia sem comparação", declarou na nota o proprietário do grupo JRM, James Rumsey.

O dirigente afirmou ainda que o homem que colaborou com Ayrton Senna na Lotus e com Michael Schumacher na Ferrari "era o candidato perfeito para estabelecer a JRM como uma equipe competitiva nos circuitos".

Com informações da EFE

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade