3 eventos ao vivo

Mudanças em pneus da F1 serão menos dramáticas do que se pensava

20 mai 2013
10h37
atualizado às 12h36

Os novos pneus a serem introduzidos neste mês na Fórmula 1 causarão mudanças menos dramáticas do que alguns esperavam, ou temiam, disse a fornecedora Pirelli nesta segunda-feira.

O diretor esportivo Paul Hembery disse à Reuters que a empresa italiana vai encontrar uma solução com a qual todas as equipes concordem, e sem que isso tenha um impacto importante sobre os rumos do campeonato.

O objetivo, disse ele, é "fazer as mudanças que você precisa fazer, com perturbação mínima para a igualdade esportiva".

"O que estamos tentando fazer é encontrar um meio termo, e é nisso que estamos. As mudanças necessárias vão aparecer menos do que se anteviu inicialmente."

A Pirelli disse na semana passada, após um GP da Espanha cheio de pit-stops e com alguns problemas graves de pneus nos treinos, que irá alterar a estrutura e os compostos dos seus pneus a partir do GP do Canadá, em 9 de junho -- sétima das 19 etapas da temporada.

Lotus e Ferrari, as equipes que melhor haviam se adaptado aos atuais pneus, criticaram a mudança. Eric Boullier, dirigente da equipe italiana, disse que mudar os pneus no meio da temporada seria o mesmo que encurtar um campo de futebol pelo fato de uma das equipes não ser tão veloz quanto os adversários.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade