1 evento ao vivo

Piloto de testes da Renault quer ser primeiro chinês na Indy

23 nov 2010
09h24
atualizado às 10h22

Um dos pilotos de testes da equipe Renault durante a temporada 2010 da Fórmula 1, o chinês Ho-Pin Tung poderá fazer história no automobilismo. O corredor asiático tem boas chances de ser o primeiro representante de seu país a correr na Fórmula Indy, após fazer testes na última semana com a equipe FAZZT Racing e agradar seus dirigentes.

Ho-Pin Tung testou pela FAZZT e pode ser companheiro de Alex Tagliani (foto) em 2011
Ho-Pin Tung testou pela FAZZT e pode ser companheiro de Alex Tagliani (foto) em 2011
Foto: Reuters

Tung testou um bólido da escuderia durante a sexta-feira e o sábado, dando 211 voltas no circuito de Sebring e conseguindo a melhor marca de 53s5 na pista de 1,6 milha (2,57 km). O desempenho do chinês agradou o gerente geral da equipe, Rob Edwards, que anunciou que ele poderá correr em 2011 na categoria americana de monopostos.

"Nosso objetivo é ter no mínimo dois carros para a temporada 2011 da Fórmula Indy, e este teste foi o primeiro passo para isso. O talento e a presença de Ho-Pin Tung poderá trazer uma nova safra de fãs na China e representa importantes oportunidades para o nosso esporte e para os patrocinadores", contou.

A equipe, que estreou na categoria em 2010 com o piloto canadense Alex Tagliani, começou bem a temporada estando entre os dez melhores na primeira etapa, em São Paulo, e com um quarto lugar obtido em Lexington, após liderar em boa parte do percurso. Tagliano deverá, desta vez, ter a companhia de Tung, que está apreensivo para fechar contrato com a FAZZT.

"Estou ansioso para conseguir mais agora. Essa semana foi incrível para conhecer o time e a Fórmula Indy. Eu já andei no circuito de Indianápolis e imagino como será maravilhoso correr lá especialmente neste ano de centenário", afirmou o chinês, 27 anos de idade.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade