0

Preocupado com clima, Vettel torce por pista seca na Espanha

7 mai 2010
10h13
atualizado às 10h29

A principal preocupação de Sebastian Vettel na véspera do Grande Prêmio da Espanha não é a McLaren, a Ferrari e tampouco a Mercedes. Para o piloto da Red Bull, o maior temor é o clima na corrida de Barcelona, marcada para as 9h (de Brasília) do próximo domingo.

"Acho que a última prova foi especialmente caótica, então esperamos ter um domingo limpo e fazer uma corrida limpa. Não ajuda quando começa a chover e para a cada cinco minutos. Mesmo assim, você tem que fazer um bom trabalho e da última vez não nos saímos como desejávamos. Vamos ver o que podemos fazer aqui", disse.

A Red Bull não teve boas performances nos grandes prêmios da Austrália e da China, marcados pela instabilidade climática. Desta forma, a McLaren cresceu e o britânico Jenson Button venceu as duas corridas e assumiu a liderança do Mundial de maneira isolada, com 60 pontos.

A equipe de Vettel e do australiano Mark Webber monopolizou a pole position em 2010, mas conseguiu apenas uma vitória. Ganhador na Malásia, o alemão procura não lamentar o que aconteceu nas primeiras etapas. Com 45 pontos ganhos, ele é o quinto colocado na tabela de classificação do Mundial.

"Nos sábados sempre fomos bem, mas no domingo, nem tanto. Isso já é passado e o que poderia ou deveria (ter acontecido) não importa. Estamos pensando nesta corrida. Estou tentando mostrar a todos como somos fortes e vamos ver o que fazemos", afirmou.

Apesar da propalada superioridade da Red Bull, ele garante que as concorrentes estão próximas. "McLaren, Ferrari e Mercedes: as três equipes são muito fortes. Está muito equilibrado. Em algumas provas, fomos mais fortes que os outros, mas em outras foi muito acirrado e às vezes a McLaren foi mais forte e mais rápida", disse.

Vettel prevê a evolucão de seu carro em relação à prova de Xangai, mas é cauteloso. "Vamos avançar aqui, porém depende da evolução dos outros. Se você tirar meio segundo é ótimo, mas se os outros tirarem um segundo não adianta", encerrou o piloto alemão.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade