1 evento ao vivo

Red Bull vacila no box, e Alonso vence a 1ª na temporada

10 jul 2011
10h33
atualizado às 12h15

O GP da Inglaterra parecia caminhar para mais uma vitória tranquila de Sebastian Vettel na temporada da Fórmula 1 neste domingo. Entretanto, a Red Bull, equipe do piloto alemão, vacilou em um pit stop e permitiu que o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, assumisse a liderança e vencesse sua primeira prova em 2011.

» Mark Webber é o novo vice-líder; veja a classificação

A Vettel, que continua tranquilo na liderança da temporada - agora com 204 pontos -, restou a segunda colocação, seguido por seu companheiro de equipe, o australiano Mark Webber, que ainda tentou ultrapassar o alemão na última volta.

Já o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, ficou com a quinta posição, apesar de ter disputado a quarta colocação até a linha de chegada com o inglês Lewis Hamilton, da McLaren. O também brasileiro Rubens Barrichello, da Williams, foi o 13º colocado.

Esta foi a primeira vitória de Alonso desde o GP da Coreia do Sul, em outubro de 2010. Além disso, o espanhol chega ao seu 27º triunfo na Fórmula 1, que o coloca na quinta posição entre os maiores vencedores da categoria, ao lado do britânico Jackie Stewart.

No Mundial de pilotos, Vettel lidera com 204 pontos, seguido por Mark Webber, com 124 pontos. Fernando Alonso está na terceira posição com 112 pontos, três a mais do que os ingleses da McLaren, Lewis Hamilton e Jenson Button. A próxima prova da F1 será o Grande Prêmio da Alemanha, marcado para o dia 24 de julho.

A prova

O tempo instável no circuito de Silverstone fez com que todos os pilotos iniciassem a prova com pneus intermediários. Logo na largada, sem dificuldades, Vettel roubou a liderança de Mark Webber, enquanto Felipe Massa perdeu a quarta colocação para Jenson Button. Na segunda volta, porém, o brasileiro devolveu a ultrapassagem e recuperou a posição.

Mesmo com a limitação da utilização do difusor soprado - o que diminuiu a vantagem que a Red Bull tinha sobre as outras equipes -, Vettel não demorou para impor um forte ritmo e se distanciar dos demais competidores. A partir da 11ª volta, com a pista secando, os pilotos começaram a partir para os boxes para a troca de pneus (intermediários por secos). Quatro voltas depois, a McLaren triunfou duplamente sobre a Ferrari.

Button tentou ultrapassar Massa por fora, mas o brasileiro conseguiu se manter à frente. Os dois pilotos quase se tocaram e, na curva seguinte, o inglês levou a melhor para ficar com a quarta posição.

Logo à frente, foi Hamilton quem roubou a terceira posição de Fernando Alonso. Contudo, na 23ª volta, o espanhol usou a asa móvel para ultrapassar o inglês por fora.

Fazendo uma boa corrida, Alonso acabou contando com uma inesperada ajuda da Red Bull para assumir a liderança. O espanhol foi aos boxes no mesmo momento que o até então líder Vettel. A equipe austríaca vacilou e o bicampeão mundial saiu antes do que o alemão.

Na pista, a Ferrari do espanhol apresentou bom rendimento e ele abriu vantagem para Hamilton, que passou a brigar com Vettel pela segunda colocação. Na terceira e última troca de pneus, o alemão conseguiu ganhar a posição do inglês, mas a distância para Alonso já era muito grande e o espanhol guiou com tranquilidade até receber a bandeira quadriculada.

Com Alonso liderando com folga, a emoção da prova ficou por conta da disputa pelas segunda e terceira filas. Webber ultrapassou Hamilton e, na última volta, chegou a pressionar seu companheiro de equipe, mas Vettel manteve-se à frente.

Já Felipe Massa investiu sobre Lewis Hamilton e os pilotos chegaram a se tocar, mas o inglês da McLaren conseguiu cruzar a linha de chegada à frente do brasileiro, garantindo a quarta posição.

Confira o resultado do GP da Inglaterra:

1º) Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - 1h28min41s194
2º) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - a 16s511
3º) Mark Webber (AUS)/Red Bull) - a 16s947
4º) Lewis Hamilton (ING/McLaren) - a 28s986
5º) Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 29s010
6º) Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - a 1min00s665
7º) Sergio Perez (MEX/Sauber) - a 1min05s590
8º) Nick Heidfeld (ALE/Renault) - a 1min15s542
9º) Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - a 1min17s912
10º) Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso) - a 1min19s108
11º) Adrian Sutil (Force India) - a 1min19s712
12º) Vitaly Petrov (RUS/Renault) - a 1min20s600
13º) Rubens Barrichello (BRA/Williams) - a uma volta
14º) Pastor Maldonado (VEN/Williams) - a uma volta
15º) Paul di Resta (ESC/Force India) - a uma volta
16º) Timo Glock (ALE/Virgin) - a duas voltas
17º) Jerome D'Ambrosio (BEL/Virgin) - a duas voltas
18º) Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania) - a duas voltas
19º) Daniel Ricciardo (AUS/Hispania) - a três voltas

Não completaram

Jenson Button (ING/McLaren)
Kamui Kobayashi (JAP/Sauber)
Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso)
Jarno Trulli (ITA/Lotus)
Heikki Kovalainen (FIN/Lotus)

Com informações da Gazeta Esportiva

Fernando Alonso conquistou sua primeira vitória em 2011
Fernando Alonso conquistou sua primeira vitória em 2011
Foto: AP
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade