0

Revelação recusa Red Bull e critica: "tratam você como um cão"

9 nov 2012
08h36
atualizado às 09h47

Revelação do automobilismo mundial com três títulos consecutivos em categorias menores (Fórmula BMW, F-Renault 2.0 e Renault World Series, entre 2010 e 2012), o holandês Robin Frijns surpreendeu ao declarar que recusou duas vezes convites da Red Bull para integrar a equipe na Fórmula 1. O piloto de 21 anos fez duras críticas ao time austríaco e disse que não concorda com o modo como os profissionais são tratados na escuderia.

» De "reta curva" a sabão no banheiro; veja gafes de Galvão na F1

Frijns declarou que "conhece os jogos" da Red Bull e que um piloto "não pode dizer o que quer fazer" na equipe - se o fizer, "está fora". "Te tratam como cachorro", disparou o jovem, que disse que "quer seguir suas próprias escolhas" e "cercar-se de pessoas em quem pode confiar".

Apesar do discurso, o holandês pilotou um Red Bull na última quinta-feira em Abu Dhabi, em evento-teste fornecido pela Renault ao campeão da World Series da montadora. Frijns - que bateu o piloto de testes da Ferrari e reserva da Force India, Jules Bianchi, para conseguir o título nesta temporada - declarou que era "um sonho" pilotar o carro, mas frisou que se tratava apenas um teste e que ele "não é da Red Bull".

De acordo com o jornal El Mundo Deportivo, Sauber e Williams são as equipes de olho no promissor holandês para a próxima temporada da F1.

Robin Frijns também fez testes pela Sauber no circuito de Abu Dhabi
Robin Frijns também fez testes pela Sauber no circuito de Abu Dhabi
Foto: Getty Images
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade