0

Schumacher admite ter aberto caminho para Vettel: "foi natural"

25 nov 2012
17h15
  • separator

O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, conquistou seu terceiro título da Fórmula 1, neste domingo, após terminar o GP do Brasil na sexta colocação. No entanto, para chegar à posição final, o piloto contou com uma "ajudinha" de seu compatriota Michael Schumacher, da Mercedes, que facilitou uma ultrapassagem.

» Confira o resultado final do Grande Prêmio do Brasil

"Na minha situação, e com ele buscando o titulo, acho que foi natural abrir caminho para ele. Eu não precisava me envolver nisso", comentou o heptacampeão mundial, que se aposentou neste domingo, aos 43 anos.

Após largar na quarta colocação e cair para último lugar, por conta de um toque com o brasileiro Bruno Senna, Vettel precisou fazer uma corrida de recuperação.

Na 65ª volta, o piloto da Red Bull estava em sétimo lugar, sendo ameaçado por Kamui Kobayashi, da Sauber, e poderia perder o título se acabasse a corrida em oitavo. Com Schumacher à sua frente, contudo, Vettel encontrou pouca resistência e logo assumiu a sexta posição, obrigando Fernando Alonso, da Ferrari, a vencer para ser campeão.

Schumacher sonhava em chegar entre os três primeiros colocados na sua última corrida, mas se mostrou satisfeito com a despedida. "Parabéns ao Vettel, que conquistou o tricampeonato. A corrida foi relativamente ok. Talvez chegar ao pódio seria melhor, mas chegar em sétimo já foi ótimo", disse.

Schumacher cumprimenta Vettel pelo tricampeonato mundial neste domingo, em Interlagos
Schumacher cumprimenta Vettel pelo tricampeonato mundial neste domingo, em Interlagos
Foto: Reuters
Fonte: Terra
publicidade