0

Também sem vaga de testes, argentino mantém país longe da F1

4 mar 2010
14h24
atualizado às 14h25

A Argentina seguirá longe da Fórmula 1 até mesmo nos testes. Dois dias após confirmar José María López como piloto reserva da Hispania Racing, o empresário do argentino, Felipe MC Gough, voltou atrás e disse que as partes não chegaram a um acordo econômico.

Segundo Gough afirmou à agência Télam, López teve frustradas todas as possibilidades de estar na Fórmula 1 em 2009.

Nesta semana, ele havia visto a equipe com a qual tinha contrato dede o fim de janeiro, a USF1, desistir de competir na categoria devido a problemas financeiros. Como alternativa, buscou um acerto com a Hispania Racing (novo nome da Campos Meta) para ser reserva do brasileiro Bruno Senna e do indiano Karun Chandhok - o empresário até havia dada a contratação como certa antes de desmenti-la.

Com a notícia, a Argentina segue afastada da Fórmula 1 até mesmo nos testes, função que López chegou a exercer para a Renault em 2006. O último piloto do país a figurar no grid do Campeonato Mundial foi Gastón Mazzacane, que em 2001 correu pela extinta Prost.

Frustrado por USF1, López ficou também sem vaga de reserva na Hispania
Frustrado por USF1, López ficou também sem vaga de reserva na Hispania
Foto: Reuters
Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade
publicidade