6 eventos ao vivo

USF1 pede permissão para se ausentar das 4 primeiras provas

20 fev 2010
10h30
atualizado às 11h28

Co-fundador da USF1, Ken Anderson admitiu em entrevista ao jornal The New York Times que pediu à Federação Internacional de Automobilismo (FIA) uma autorização para perder as quatro primeiras corridas da temporada 2010 da Fórmula 1. O motivo é a falta de dinheiro que assola a equipe.

Se a proposta for aceita, o time do piloto argentino Pechito López só estreará na categoria no dia 9 de maio, no GP da Espanha, enquanto as outras escuderias iniciam a disputa em 14 de março, no Bahrein. Assim, as provas Austrália, Malásia e China também não devem contar com a presença dos norte-americanos.

"Estamos trabalhando com a FIA para ver quantas equipes podemos perder. Em um mundo ideal, não vamos às quatro primeiras corridas e estrearemos em Barcelona", disse Anderson.

Antes da pré-temporada, o responsável financeiro pela Fórmula 1, Bernie Ecclestone, declarou que uma cláusula do Pacto da Concórdia permitia a cada time se ausentar de até três corridas no ano antes de ser desclassificada. A FIA, entretanto, afirmou que punirá aqueles que fizerem isto.

O dirigente da USF1 tenta minimizar a ameaça. "Por que eles nos dariam uma vaga este ano e, no primeiro momento de dificuldade, nos arrancariam do negócio? Esta não é a mensagem que temos deles. A FIA quer nos ajudar, não atrapalhar".

Pechito ainda não tem data de estreia na Fórmula 1
Pechito ainda não tem data de estreia na Fórmula 1
Foto: AFP
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade