Fórmula 1

publicidade
17 de janeiro de 2012 • 10h07 • atualizado às 13h48

Williams saca Barrichello e confirma Bruno Senna para 2012

Bruno Senna cita tio e vê futuro promissor na WilliamsClique no link para iniciar o vídeo
Bruno Senna cita tio e vê futuro promissor na Williams
 

A segunda vaga da Williams na temporada 2012 da Fórmula 1 é mesmo de Bruno Senna. Nesta terça-feira, a equipe divulgou um comunicado à imprensa informando que o brasileiro será o companheiro do venezuelano Pastor Maldonado.

» Carros, equipes e pilotos: saiba tudo sobre a temporada 2012 de F1

As especulações envolvendo o nome de Bruno como substituto do também brasileiro Rubens Barrichello vinham crescendo nos últimos dias. Na semana passada, a rede britânica BBC havia colocado o sobrinho de Ayrton Senna como "favorito" à vaga que restava na Williams.

No início de janeiro, o empresário brasileiro Eike Batista, dono do Grupo EBX, que havia patrocinado Bruno durante o ano passado na Lotus Renault, havia adiantado no Twitter que o piloto correria pela Williams.

Na manhã desta terça, por volta das 9h30 (de Brasília), a escuderia publicou o perfil de Bruno em seu site oficial. Rapidamente, porém, devido ao alto número de acessos, a página saiu do ar, mantendo o suspense sobre o futuro do piloto brasileiro. A confirmação só veio um pouco mais tarde, em comunicado oficial divulgado à imprensa.

A contratação do corredor paulistano pode marcar o fim da carreira de Barrichello, 39 anos, na Fórmula 1. Agora, a Hispania é o único time da Fórmula 1 que ainda não anunciou sua dupla titular para 2012: até aqui apenas o espanhol Pedro de la Rosa tem o futuro garantido.

A estreia da nova contratação da Williams será em 9 de fevereiro, durante os testes da pré-temporada no circuito espanhol de Jerez de la Frontera. "Bruno só começou a correr quando tinha 20 anos, mas rapidamente provou seu talento na Fórmula 3 (Britânica) e na GP2", elogiou o dono da equipe, Frank Williams, lembrando que o brasileiro foi terceiro colocado do campeonato da F3 em 2006 e segundo no campeonato da GP2 em 2008.

Bruno, 28 anos, levará o sobrenome novamente Senna de volta à Williams. Em 1994, Ayrton, logo depois de deixar a McLaren, assinou com o time azul e branco. O tricampeão mundial, porém, disputou apenas três corridas pela nova escuderia: morreu na última, durante o Grande Prêmio de San Marino, após acidente na curva Tamburello.

Terra Terra