Edições anteriores
Fórmula 1 2005
Fórmula 1 2004
Boletim
Receba as últimas notícias em seu email
Fale Conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!
Fórmula 1 2006
Terça, 16 de setembro de 2008, 16h49 
McLaren defende desempenho de Kovalainen na Itália
 
 Últimas de Fórmula 1 2006
» Fernandes diz que briga pelo nome Lotus por torcedores
» Indiano conta que passou informações sobre a pista para Webber
» Antes de voltar à rotina de competições, piloto confere evento do qual é padrinho
» Chefe da Ferrari vê lado bom de ter apenas Fernando Alonso na disputa pelo título
Busca
Busque outras notícias no Terra:
A McLaren defendeu nesta terça-feira o desempenho do piloto Heikki Kovalainen, depois que o finlandês perdeu para Sebastian Vettel, da Toro Rosso, no Grande Prêmio da Itália no último final de semana.

"Heikki não tem motivos para ficar desapontado", disse o diretor da McLaren Martin Whitmarsh em comunicado da equipe.

"A verdade é que ele não errou durante todo o fim de semana e esteve muito rápido com a pista seca, úmida, e com ela completamente molhada", acrescentou.

"Ele teve algumas dificuldades com a visibilidade no início da corrida e com as temperaturas dos freios e dos pneus, mas não ficamos desapontados com seu resultado", acrescentou.

"Não podemos esquecer que Heikki é muito rápido, mas ainda está desenvolvendo seu caminho. Temos um programa muito bem definido para ele para as próximas semanas e meses e estamos certos de que ele irá apenas ficar mais forte".

Kovalainen, que está em seu primeiro ano com a McLaren depois de uma difícil temporada de estréia com a Renault, venceu o Grande Prêmio da Hungria no mês passado, mas está fora da batalha pelo campeonato.

O britânico Lewis Hamilton, companheiro de Kovalainen na McLaren, venceu 4 das 14 corridas até agora e lidera o campeonato com 78 pontos, um a mais que o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari. Kovalainen tem 51 pontos e é o sexto na classificação.

O finlandês deixou clara a sua decepção em Monza no domingo, depois que Vettel, de 21 anos, liderou a prova desde a pole position para se tornar o mais jovem vencedor da Fórmula 1.

"Sinto que deveríamos ganhar", disse. "Não tive aderência para ir mais rápido, foi simples assim. Foi bem difícil, para ser honesto, na corrida toda. Não foi possível conseguir mais".

(Reportagem de Alan Baldwin)
 

Reuters

Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.