Fórmula 1 - 2008

› Esportes › Automobilismo › Fórmula 1 - 2008

Fórmula 1 - 2008

Regras

A temporada 2008 terá algumas novidades para os fãs da principal categoria do automobilismo mundial. A principal será a proibição do uso do controle de tração - dispositivo que evitava que as rodas traseiras patinassem quando o piloto forçava demais em uma entrada de curva, por exemplo.

De acordo com a FIA (Federação Internacional de Automobilismo), a mudança irá dar mais ênfase à habilidade do piloto e permitir mais ultrapassagens nas corridas, uma das maiores reclamações nas últimas temporadas.

Para reduzir os custos, o câmbio agora precisará durar quatro finais de semana de Grande Prêmio. A alteração antes do tempo previsto custará ao piloto a perda de cinco posições no grid da corrida. No entanto, se um piloto não completar a corrida, ele tem a permissão de trocar a peça sem risco de punição.

Para monitorar melhor a performance dos carros, a Unidade de Controle Eletrônico (ECU, sigla em inglês) terá de ser padronizada segundo os parâmetros da FIA. O sistema também contará com um software aprovado pela FIA.

Câmbio
Mínimo de 4 velocidades. Máximo de 7 velocidades.

Peso
O peso total do carro com o piloto não deve estar abaixo de 600 kg. Na classificação, o limite é de 605 kg. Durante o fim de semana, os carros são chamados aleatoriamente para pesagem. Depois da corrida, todos os carros e pilotos são pesados.

Dimensões do carro
O carro não pode exceder 1,80m de largura. O comprimento e a altura do carro estão ligados a parâmetros mais específicos. Por exemplo, a altura do centro da linha da roda traseira pode ter no máximo 1,40m de largura. A carenagem traseira não pode ter mais que 1m de largura.

Pneus
Para reduzir os custos com testes e desenvolvimento, a Fórmula 1 conta desde 2007 com apenas um fornecedor de pneus, a Bridgestone.

Os pilotos são permitidos a usar duas especificações de pneus para pista seca e o uso dos dois tipos é obrigatório nas corridas, exceto em provas realizadas sob pista molhada. Uma tira branca no pneu permite que os telespectadores possam saber que tipo de pneu o piloto está usando.

No fim de semana de Grande Prêmio, os pilotos recebem 14 jogos de pneus para pista seca, sendo que quatro deles (com as duas especificações) precisam ser usados na sexta-feira (de treinos livres), restando dez para o restante do fim de semana. Para a definição do grid de largada, o piloto pode escolher apenas uma especificação.

Para pista molhada, os pilotos estão livres para escolher na classificação e na corrida o que melhor se adapta às condições da pista. No entanto, durante os treinos para pista molhada, o uso dos compostos para essas condições só poderá ser feito com a permissão do diretor de provas.

Os pneus devem ter quatro sulcos (ou ranhuras) simétricos. A banda de rodagem dos pneus dianteiros não pode exceder 270mm.

Rodas
As rodas dianteiras podem ter entre 305 e 355mm de largura, e as traseiras entre 365 e 380mm.

Com os pneus, as rodas não podem passar de 660mm de diâmetro - ou 670mm com pneus de chuva.

Combustível
A gasolina utilizada na F-1 é baseada na vendida comercialmente, mas tem diferenças sensíveis em relação à utilizada em carros de passeio. No entanto, a FIA proíbe o uso de combustíveis que contenham dispositivos químicos que possam "turbinar" a potência.

Amostras fornecidas pelas equipes antes e depois das corridas são comparadas para verificar se o combustível usado tinha alguma discrepância.

Ajudas para o piloto
Ajudas eletrônicas como o controle de largada, o controle de tração e a suspensão ativa não são permitidas.

Participantes
A temporada de 2007 terá 22 pilotos, divididos em 11 equipes.

Treinos
Os pilotos têm duas sessões de treinos livres com uma hora e meia de duração na sexta-feira (quinta-feira no GP de Mônaco) e outra de uma hora no sábado pela manhã. Em seguida, há o treino de classificação que define o grid de largada para a corrida.

Assim como no passado, as equipes têm a permissão de entrar apenas com dois carros nos treinos livres. No entanto, um terceiro piloto pode ser usado em alguma das sessões livres. A FIA obriga que o piloto participe de pelo menos uma sessão no sábado para poder participar da corrida.

A regra da classificação está mantida neste ano com os dez pilotos mais rápidos participando da super pole.

O treino de classificação segue dividido em três partes:

Parte 1: Todos os 22 pilotos poderão completar quantas voltas quiserem durante os primeiros 15 minutos. No final, os últimos seis pilotos serão eliminados e preencherão as últimas seis posições de grid.

Parte 2: Depois de um intervalo de cinco minutos, os carros restantes participarão de uma nova sessão de 15 minutos e podem novamente completar quantas voltas quiserem. No final, os últimos seis serão eliminados e ocuparão as posições de 11º a 16º no grid.

Parte 3: Após mais um intervalo de cinco minutos, os dez pilotos restantes lutarão pelos dez primeiros lugares no grid. Os carros não terão limite de voltas durante a sessão de 15 minutos, mas terão de iniciar a sessão com a configuração de corrida e não poderão mais ser reabastecidos, diferentemente das duas partes anteriores.

Se um piloto for flagrado pelos comissários parando desnecessariamente no meio da pista ou atrapalhando outro competidor, ele poderá perder várias posições no grid.

Programação
Os horários dos Grandes Prêmios para a temporada de 2007 foram estabelecidos pela FIA da seguinte maneira (hora local):

Sexta-feira
10h-11h30: Treino Livre 1
14h-15h30: Treino Livre 2

Sábado
11h-12h: Treino Livre 3
14h: Classificação

Domingo
14h: Corrida

* Alguns Grandes Prêmios podem ter algumas diferenças na programação

Warm up
O aquecimento prévio acabou em 2003.

Boxes e pits
A velocidade máxima na área dos boxes ficará entre 80km e 120 km, dependendo do circuito. Se o limite de velocidade for ultrapassado na corrida, o piloto receberá uma penalidade e deverá cumprir um drive-through (passagem obrigatória pelos boxes). Caso a penalidade seja cometida nos treinos, o competidor leva uma multa.

Duração
O tempo de corrida será determinado pelas condições da mesma. Pode durar pelo número de voltas (desde que excedido os 305 km) ou pelo tempo (desde que ultrapasse duas horas), o que acontecer primeiro. A bandeira quadriculada será mostrada ao vencedor na última volta, ou quando se cumprir duas horas de prova.

Boxes abertos
A saída dos pits é aberta 30 minutos antes do início da corrida, o que permite aos carros entrar no circuito. Os boxes se fecham 15 minutos depois. Os carros, então, devem ocupar na pista sua posição para o grid. Se um carro não conseguir sair dos boxes, antes do seu fechamento, deverá largar de lá.

Dez minutos
Dez minutos antes do início da prova, somente os pilotos, membros da equipe e comissários terão permissão para entrar na pista.

Um minuto
Quando faltar 60 segundos para a largada, os motores serão ligados e todos os membros das equipes terão deixar a pista.

Chuva
Se as condições do tempo forem diferentes das que caracterizaram as sessões de classificação, será permitido aos pilotos um treino livre de reconhecimento de 15 minutos, uma hora antes da largada. Se começar a chover depois do aviso de 5 minutos, mas antes da volta de apresentação, uma placa de largada adiada será mostrada. O novo procedimento, então, terá início dentro de 15 minutos.

Largada
Cinco luzes vermelhas se acendem. Quando todas elas se apagarem, a largada será dada.

Durante a corrida
Os pilotos e as equipes só podem se comunicar por meio de mensagens afixadas em tabuletas mostradas dos boxes, gestos do piloto e sinais de telemetria do carro para os boxes. As mudanças técnicas, pelo sistema nos carros durante a corrida, no entanto, estão proibidas.

Carro parado
Se um piloto necessitar de qualquer tipo de ajuda para fazer seu carro pegar e voltar à corrida, será excluído.

Fim da corrida
Todos os carros devem passar, com os pilotos dentro, pelo processo de pesagem. Os vencedores vão ao pódio e depois dão entrevistas.

Pontos
Os critérios de pontuação deste ano seguem os mesmos da última temporada, com os oito melhores somando pontos. O vencedor ganha 10; o segundo, 8; o terceiro, 6; o quarto, 5; o quinto, 4, o sexto, 3, o sétimo, 2; e o oitavo, 1.

Classificação
Os carros serão classificados de acordo com o número de voltas dadas. Os carros que completarem o mesmo número de voltas receberão a classificação pela ordem em que cruzarem a linha de chegada.

Se um piloto ficar com um tempo superior ao dobro de tempo da volta rápida do ganhador (na última passagem), esta volta não será considerada no momento de se calcular a distância total percorrida.

Os carros que cumprirem menos de 90% do número de voltas percorridas pelo ganhador, não se classificarão.

Interrupção da corrida
A corrida será suspensa no caso de o circuito ficar bloqueado por um acidente, ou devido a condições de tempo que constituam perigo para a vida dos pilotos. O diretor da prova é quem toma a decisão. As luzes vermelhas serão acesas, juntamente às bandeiras vermelhas que serão agitadas pelo comissário, paralisando a competição.

Penalizações por tempo
O tempo de punição para um stop and go (parada obrigatória nos boxes) está fixado em 10 segundos. Se a falta ocorrer durante as cinco últimas voltas, 25 segundos serão adicionados ao tempo do piloto, mas ele não será obrigado a realizar o stop and go.

No entanto, a penalização mais comum nos últimos anos é o drive-through. O piloto tem de entrar no pit lane, mas não precisa parar o carro.