0

Presidente da SPTuris descarta Indy itinerante

4 fev 2010
11h07
atualizado às 12h20

A possibilidade de a etapa paulista da Fórmula Indy ser disputada cada ano em um lugar foi descartada pelo presidente da São Paulo Turismo (SPTuris), Caio Luiz de Carvalho. Programada para 14 de março, a primeira edição da disputa será realizada no Anhembi e proximidades e deve permanecer por lá durante os cinco anos de contrato.

» Prefeitura de SP vai gastar R$ 12 milhões com a Indy
» Pouco treino faz Kanaan prever competitividade no Anhembi
» Pilotos ignoram chuva e celebram chance de correr em SP
» FIA aprova calendário da Fórmula Indy para 2010

"Eu acho que isso não vai acontecer. Dando certo este ano, a prova dificilmente sai do Anhembi porque aqui possuímos toda a infra-estrutura", disse Carvalho. Ele citou os hotéis da região, heliponto, arquibancadas e camarote, além do centro de mídia, que será montado no Palácio das Convenções. "Aqui é o lugar ideal e foi escolhido pelos americanos", afirmou.

Segundo o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, cinco lugares da cidade foram oferecidos para os dirigentes da categoria - após municípios como Rio de Janeiro, Salvador e Ribeirão Preto não avançarem nas negociações para trazer o evento. Uma prova itinerante foi especulada pelo próprio Caio Carvalho, que em entrevista ao jornal Lance chegou até a citar o Parque do Carmo, na Zona Leste. Agora, porém, ele garante estar satisfeito com a Zona Norte.

"Foi até bom terem escolhido o Anhembi porque melhorou a estrutura daqui, algo que eu já queria antes. A concentração do Sambódromo, por exemplo, foi toda asfaltada", disse o presidente da SPTuris.

O piloto Tony Kanaan não escondeu a sua satisfação com o traçado projetado. "Vai ser super difícil porque as retas são muito longas e você perde um pouco a referência em uma reta de 1,5km, por exemplo", disse. O trecho citado é o maior do calendário 2010.

"Também fiquei bem contente com as áreas de escape. O que mais preocupa os pilotos é que, quando se tem uma freada depois de uma reta muito longa, você tem que saber o quanto tem de escape se alguma coisa acontecer", afirmou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade