Notícias por e-mail

Fale conosco

Stock Car 2006
Domingo, 21 de maio de 2006, 13h14  Atualizada às 17h19
Sob chuva, Cacá Bueno vence Stock Car no MS
 
Divulgação
Cacá Bueno largou na pole e não teve a vitória ameaçada
Cacá Bueno largou na pole e não teve a vitória ameaçada
 Últimas de Stock Car 2006
» Musa da Stock foi confundida com cozinheira
» Lula recebe visita do piloto Cacá Bueno
» Stock Car divulga calendário para 2007
» Barros cogita Stock Car após aposentadoria
Sem ser ameaçado desde a largada, o piloto Cacá Bueno (RC) venceu neste domingo a terceira etapa da Stock Car. Disputada com pista encharcada e debaixo de uma chuva torrencial, que chegou colocar em risco a sua realização, a corrida foi encerrada com seis voltas de antecipação por causa da completa falta de aderência da pista de Campo Grande.

Confira a classificação
Confira o site especial
da Stock Car 2006

David Muffato e Hoover Orsi, companheiros de equipe na NasrCastroneves, completaram o pódio, enquanto o atual bicampeão Giuliano Losacco (Medley) abandonou.

Choveu pesado na capital do Mato Grosso do Sul desde a madrugada. Por isso, o "pace car" comandou os 38 carros - Ingo Hoffmann abandonou antes da largada com problemas no câmbio - por duas voltas.

A partir daí, enquanto Cacá rumava com segurança e sem cometer erros para a segunda vitória no ano, muitos ficavam pelas áreas de escape e outros começavam a brilhar. "O carro esteve sempre muito bom e a pista não estava tão ruim no começo. Mas depois passei a aquaplanar na reta", comentou Cacá.

Os outros destaques foram Hoover Orsi e Guto Negrão. O primeiro saiu da 13ª posição no grid para um valioso lugar no pódio, enquanto Negrão conquistava seu melhor resultado dos últimos dois anos mesmo partindo apenas em 18º.

"Acho que fiz uma grande corrida. Claro que também dei umas escapadinhas, mas era impossível ficar o tempo todo na pista naquelas condições. Foi por isso que me choquei no início da prova com o Christian Fittipaldi. No final, não enxergava mais nada e a pista estava muito perigosa. A direção de prova agiu certo ao baixar a bandeira quadriculada antes do tempo previsto", concordou.

Negrão desceu do carro satisfeito com a sua atuação e imediatamente chamou o diretor-técnico Andreas Mattheis para sugerir alterações que evitem o embaçamento do interior nas próximas corridas sob chuva. "Nosso sistema funcionou precariamente. Eu só via por alguns pontos do vidro. Mas dá para melhorar bastante a visibilidade", avisou.

O quinto lugar elevou Negrão ao grupo de elite da Stock Car. Formado pelos 10 melhores ao final da oitava etapa, eles decidirão o título nas últimas quatro corridas.

Losacco, que já havia sido vítima do mau tempo desde o sábado - a chuva impediu-o de melhorar o 27º da tomada classificatória da sexta-feira -, disse que desistiu porque não havia mais nada que pudesse fazer. "Nas primeiras seis ou sete voltas, estava tudo certo. Depois, o interior foi ficando completamente embaçado. Perdi a conta das vezes em que saí da pista. Quando fiquei completamente às cegas, parei", afirmou, explicando o abandono na volta de número 12.

Confira o resultado da prova:

1º) Cacá Bueno (ML, RJ), 22 voltas em 38:28.469 (média de 117,78 km/h)
2º) David Muffato (VB, PR), a 25.152
3º) Hoover Orsi (VB, MS), a 35.105
4º) Alceu Feldmann (CA, PR), a 39.119
5º) Guto Negrão (CA, SP), a 1:11.314
6º) Nonô Figueiredo (CA, SP), a 1:13.337
7º) Antonio Jorge Neto (ML, SP), a 1:14.458
8º) Ricardo Mauricio (ML, SP), a 1:17.064
9º) Popó Bueno (CA, RJ), a 1:40.938
10º) Paulo Salustiano (CA, SP), a 1:46.412
11º) Diogo Pachencki (CA, PR), a 1 volta
12º) Luiz Carreira (CA, SP), a 1 volta
13º) Mano Rola (CA, CE), a 1 volta
14º) Felipe Maluhy (ML, SP), a 1 volta
15º) Felipe Gama (CA, SP), a 1 volta
16º) Ruben Carrapatoso (ML, SP), a 1 volta
17º) Rodrigo Sperafico (CA, PR), a 1 volta
18º) Ruben Fontes (CA, GO), a 2 voltas
19º) Luciano Burti (VB, SP), a 2 voltas
20º) Júlio Campos (VB, PR), a 3 voltas

 

Redação Terra