1 evento ao vivo

Criciúma vence o Figueirense no Orlando Scarpelli e segue na ponta

14 abr 2013
18h31
atualizado às 19h39

O Criciúma continua na liderança do Campeonato Catarinense. Neste domingo, a equipe comandada por Vadão foi ao Orlando Scarpelli e derrotou o Figueirense por 3 a 1, empurrando o rival para o quarto lugar na tabela. O segundo colocado agora é o Atlético de Ibirama, que goleou o lanterna Camboriú por 5 a 0. Metropolitano e Avaí empataram por 1 a 1.

Já garantido na próxima fase, o Criciúma totaliza 17 pontos, contra 15 do Atlético de Ibirama, 14 do Avaí e 12 do Figueirense. Resta apenas uma rodada (que será realizada no domingo de 21 de abril) para o término da etapa classificatória da competição estadual.Para se manter no topo do torneio, o Criciúma contou com um início de jogo arrasador diante do Figueirense. Os visitantes já tinham dois gols de vantagem no placar com menos de dez minutos de partida no Orlando Scarpelli.

Aos dois, Fabinho tirou proveito de uma saída de jogo errada do goleiro Ricardo e passou a bola para Marcel deixar Lins à frente do gol para conferir. Cinco minutos mais tarde, Ivo recebeu assistência de Fabinho em contra-ataque rápido e ampliou o marcador para o Criciúma.

O Figueirense não demorou a reagir, sob os gritos do técnico Adilson Batista. Aos 18 minutos, Marcelo Toscano completou cruzamento de Botti para o gol. No segundo tempo, no entanto, o Criciúma voltou à carga contra os mandantes. E conseguiu fechar o placar. Aos 19, Fabinho (em dia de garçom) tocou a bola para o meio da área, de onde Lins conferiu.

Enquanto o Criciúma vencia um jogo importante, o Atlético de Ibirama não encontrava dificuldades para se aproximar do líder. Contra o Camboriú, último colocado do torneio dom só 5 pontos ganhos, foram cinco gols fora de casa: três de Jean Carlos, um de Bruno e outro de Beto.

Já o Avaí teve mais problemas em Blumenau. A equipe dirigida por Ricardinho até saiu à frente no placar, quando Pablo cabeceou em cobrança de escanteio de Marquinhos, aos 32 minutos do primeiro tempo, mas permitiu o empate. O Metropolitano chegou ao seu gol aos 19 da etapa final, em pênalti convertido por Rafael Costa. Alef foi expulso por causa da falta dentro da área.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade